O último show do Nirvana

Há 20 anos… dia 1º de março de 1994.

1mar14

POR LEANDRO BEGUOCI* 

Um aeroporto desativado foi o palco do último show do Nirvana. No dia 1º de março de 1994, Kurt Cobain subia no palco do Terminal 1, em Munique. Seria a última vez que a banda de rock mais importante dos anos 90 – e uma das mais relevantes de todos os tempos – tocaria ao vivo.

O show aconteceu num ótimo momento da banda. Em setembro de 1993, o Nirvana lançara o clássico In Utero – aquele álbum que frequentemente está na lista dos 100 mais importantes de todos os tempos. Em novembro do mesmo ano, participou do MTV Unplugged e criou uma nova abordagem para o programa intimista e pouco eletrificado da TV. Em vez de se concentrar nos sucessos, o Nirvana deu nova roupagem a músicas desconhecidas e fez alguns covers – como a maravilhosa versão de “The Man Who Sold The World”, de David Bowie.

O setlist então refletiu o momento. Kurt cantou (ou ao menos tentou):

“My Best Friend’s Girl”

“Radio Friendly Unit Shifter”

“Drain You”

“Breed”

“Serve The Servants”

“Come As You Are”

“Sliver”

“Dumb”

“In Bloom”

“About A Girl”

“Lithium”

“Pennyroyal Tea”

“School”

“Polly”

“Very Ape”

“Lounge Act”

“Rape Me”

“Territorial Pissings”

“The Man Who Sold The World”

“All Apologies”

“On A Plain Blew”

“Heart-Shaped Box”

O “tentou” se explica. Kurt estava com bronquite e perdeu a voz várias vezes ao longo do show. A turnê europeia, que já tinha passado por países como Portugal, França, Itália e Eslovênia, não estava sendo das mais tranquilas. E, na Alemanha, em Munique, teve seu último capítulo.

Alguns dias depois, em Roma, Kurt caiu inconsciente em seu quarto de hotel. Ele tomara uma combinação explosiva de remédio e álcool e teve de ser internado. Ficou tão mal que o restante da turnê teve de ser cancelada. A banda voltou aos EUA. Notícias sobre o vício do vocalista em heroína voltaram a frequentar as colunas dos jornais. A situação se agravou, e Kurt foi internado para se tratar. O período de retiro durou pouco: ele escapou da clínica.

E então, pouco mais de um mês depois do último show, em 8 de abril de 1994, Kurt colocava fim à própria vida com um tiro de espingarda, em Seattle. E aquele aeroporto de Munique, um dos cenários mais grunges que uma banda de grunge poderia aspirar, guardaria para sempre os últimos acordes da banda que mostrou que alguma coisa não ia tão bem assim na América – acordes fortes, intensos e dissonantes.

* Jornalista e professor universitário. É editor-chefe da F451, professor da pós-graduação em comunicação multimídia da FAAP, professor da Escola São Paulo, colunista da revista VIP e membro da OrbitaLAB (um laboratório de inovação em jornalismo e comunicação)

Veja imagens do último show do Nirvana, em Munique:

E ouça o show na íntegra aqui:

Fontes:

– feelnumb.com

– somvinil.com

Anúncios

Um comentário sobre “O último show do Nirvana

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s