Morre Ted Boy Marino

Há 1 ano… dia 27 de setembro de 2012.

27set13

Ted Boy Marino era uma estrela no inocente Brasil dos anos 1960. Estampava capas de revista, aparecia em propagandas, era requisitado nas ruas. Um popstar.

Era o principal nome do telecatch no Brasil, a chamada luta profissional, lucha libre no México, wrestling nos Estados Unidos. Um “esporte” praticamente morto no País, que hoje reverencia a violência do MMA. Sinal dos tempos.

Naqueles tempos ingênuos, Ted Boy Marino e uma legião de lutadores atraíam a atenção de um público variado, que acompanhava os combates nos ginásios ou pela televisão. Na telinha, passou na Excelsior (Telecatch Vulcan), depois na Globo (Telecatch Montilla) e, finalmente, já nos anos 1970, na Record, onde virou Os Reis do Ringue (posteriormente – e já decadente – Gigantes do Ringue).

“A gente levava umas porradas, mas sabia bater e cair. O Telecatch [o programa que exibia as lutas] era uma fantasia, um espetáculo. A família toda podia assistir. Às vezes, escapavam algumas gotas de sangue, e a censura já caía em cima da gente. Imagine o que eles não fariam com essas lutas de agora. Deveriam proibir, não é? Ou transmitir em um horário bem tarde. As crianças, pelo menos, não podem ver”, disse, em entrevista para o gazetaesportiva.net, em 2011.

Nascido em 1939, em Fuscaldo Marina, na Calábria, ao sul da Itália, Mario Marino emigrou para Buenos Aires com a família aos 12 anos de idade. Aos 22, já era uma das atrações do telecatch argentino e também uruguaio. Em 1965, chegou ao Brasil e logo foi contratado pela Excelsior. Virou celebridade.

Além do sucesso no telecatch, participou de outros programas na televisão brasileira, como Os Adoráveis Trapalhões, embrião do conhecido e bem-sucedido programa humorístico com Didi, Dedé, Mussum e Zacarias. Fez filmes, como “Dois na Lona” (1968), em que, a exemplo do programa da Excelsior, contracenava com Renato Aragão.

Com o declínio do telecatch, Ted Boy Marino passou a atuar como coadjuvante em Os Trapalhões e fez pontas em outros humorísticos, como Escolinha do Professor Raimundo.

Aposentado, era visto com frequência na orla da praia do Leme, no Rio de Janeiro, onde morava. Gostava de jogar vôlei de praia.

Morreu há 1 ano, depois de uma parada cardíaca.

A lucha libre ainda é um grande sucesso no México, mais popular até do que o futebol.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Veja o embate entre Ted Boy Marino e El Rino, pelo Telecatch Montilla da Globo:

Fontes:

– Wikipédia

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s