Primeiro jazz é gravado nos Estados Unidos

Há 100 anos… dia 26 de fevereiro de 1917.

Primeiro jazz é gravado nos Estados Unidos

O ‘cornetista’ Nick LaRocca, o clarinetista Larry Shields, o trombonista Eddie Edwards, o pianista Henry Ragas e o baterista Tony Sbarbaro tornaram-se notas de rodapé na história do jazz, e o som que eles fizeram parece rudemente desajeitado e previsível hoje. Mas como a fanfarra para uma revolução (em um ano revolucionário) “Livery Stable Blues” nunca será esquecido.

Uma revolução.

Como bem destaca John Fordham em texto do Guardian de 2009, foi o que a Original Dixieland Jass Band – de Nick LaRocca, Larry Shields, Eddie Edwards, Henry Ragas e Tony Sbarbaro – empreendeu há exatos 100 anos.

Uma revolução chamada Jazz! Ou Jass – como na grafia do próprio grupo, como o estilo nascente era redigido e conhecido ainda em sua aurora.

Em 26 de fevereiro de 1917, a já famosa banda de músicos brancos de New Orleans foi responsável pela gravação do primeiro jazz que se tem notícia. E do segundo também! Pela ordem, “Livery Stable Blues” e, depois, “Dixieland Jass Band One-Step” (apesar de a última ter entrado como lado A do disco, com a primeira no B, consequentemente!).

Conta a Wikipedia em inglês:

A ODJB fez gravações de teste para a Columbia em 30 de janeiro de 1917, mas não resultou nenhum registro utilizável. Em 26 de fevereiro, a ODJB gravou “Livery Stable Blues” para o selo Victor. “Dixieland Jass Band One-Step” foi gravado na mesma sessão. Executivos da Victor rapidamente lançaram o disco, que se tornou um sucesso instantâneo.

O compacto foi um grande sucesso e possivelmente a primeira gravação de música popular a vender um milhão de cópias. Estabeleceu o jazz como música popular e gerou demanda por pequenas bandas de jazz em Nova York e Chicago, numa época em que era cada vez mais difícil para os músicos encontrar emprego em New Orleans.

Houve um imbróglio jurídico acerca dos pais das duas composições. A ODJB simplesmente se deu os créditos das criações, logo contestadas por Ray Lopes e Alcide Nunez, que seriam os verdadeiros artífices (para ler mais, clique no link da Wikipedia!).

Disputas de lado, o fato é que o marco de uma das maiores invenções dos Estados Unidos, em especial dos negros da América, à humanidade ficou sendo o 26 de fevereiro de 1917.

Pouco depois, o país viveria a sua era de ouro do jazz, os anos 1920 e um pouco dos 1930.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

“Livery Stable Blues”:

Fontes e +MAIS:

– Wikipedia

– loc.gov

– smithsonianmag.com

– riverwalkjazz.stanford.edu

– cocktailcalendar.wordpress.com

– redhotjazz.com

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s