Hitler assume o comando do exército alemão

Há 75 anos… dia 19 de dezembro de 1941.

Hitler assume o comando do exército alemão

“Os preparativos para a retomada imediata da ofensiva na primavera, até a destruição final do inimigo no Oriente, devem ser feitos imediatamente. A introdução de outras medidas decisivas de guerra é iminente.

Estas tarefas exigem que o exército e a frente de batalha sejam levados ao mais alto grau de desempenho, em um esforço comum de todos. Porém, o exército é o principal pilar na luta das forças armadas. Eu, então, resolvi hoje, nessas circunstâncias, assumir a liderança do exército na qualidade de Comandante Supremo das forças armadas alemãs.

Soldados, eu conheço a guerra pelos quatro anos da gigantesca luta no Ocidente, entre 1914 e 1918. Vivi os horrores de quase todas as grandes batalhas como um soldado comum. Duas vezes eu fui ferido, e ameaçado de ficar cego. Portanto, nada que esteja atormentando e perturbando você é desconhecido para mim.

No entanto, depois de quatro anos de guerra, não duvidei por um só segundo da ressurreição do meu povo. Depois de quinze anos de trabalho, consegui, como soldado alemão comum e meramente com minha fanática força de vontade, a unidade da nação alemã e a livrei da sentença de morte de Versalhes.

Meus soldados! Vocês compreenderão, portanto, que meu coração pertence inteiramente a vocês, que minha vontade e minha obra servem ininterruptamente à grandeza da minha e de sua nação, e que minha mente e minha determinação nada sabem senão da aniquilação do inimigo – ou seja, o término vitorioso da guerra.

Tudo o que eu puder fazer por você, meus soldados do exército e da Guarda de Elite, será feito. O que você pode e vai fazer por mim, eu sei. Você vai me seguir leal e obedientemente até que o Reich e nosso povo alemão estejam definitivamente seguros. Deus Todo-Poderoso não negará a vitória a Seus soldados mais corajosos.

Quartel de Comando do Führer, 19 de dezembro de 1941.”

Setenta e cinco anos atrás, Adolf Hitler se investiu Oberkommando der Wehrmacht. Traduzindo: Comandante Supremo das Forças Armadas. 

Um passo em falso, dizem os especialistas em Segunda Guerra Mundial. Àquela altura do conflito, o ataque alemão contra Moscou havia sido um retumbante desastre.

Os soviéticos tinham isolado a capital dos nazistas em mais de 320 km. A temperatura de 31 graus abaixo de zero congelou os tanques germânicos, que foram obrigados a recuar.

Conta o history.com: Em suma, os alemães estavam sendo vencidos pela primeira vez na guerra, e o preço para sua psique coletiva era enorme. “O mito da invencibilidade do exército alemão foi quebrado”, escreveria, mais tarde, o general alemão Franz Halder.

Hitler, porém, não aceitava o revés para o exército vermelho. Iniciou caça às bruxas interna, tirou oficial e general da jogada até perder a paciência com todo mundo e se ungir comandante-geral das forças armadas nazistas. “Ele traçaria as estratégias e os oficiais dançariam ao ritmo dele”, finaliza o texto do History.

Era apenas o início do fim para Herr Führer, agora Herr Kommandant, que, de quebra, ainda precisava voltar os olhos para os Estados Unidos, contra quem havia declarado guerra 8 dias antes, em 11 de dezembro.

Mas a continuação dessa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Declaração de guerra contra os Estados Unidos, no dia 11:

Fontes e +MAIS:

– history.com

– history.howstuffworks.com 

– ibiblio.org

– worldwar2.com

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s