Fernando Collor toma posse como presidente do Brasil

Há 25 anos… dia 15 de março de 1990.

Fernando Collor toma posse como presidente do Brasil

O mais jovem presidente da História do Brasil foi empossado há exatos 25 anos. Precisamente às 9h58min da manhã, quando assinou o termo de posse no Congresso, Fernando Affonso Collor de Mello se tornou o 32º a ocupar o cargo da então centenária República Federativa do Brasil. Duas horas depois, o carioca que fez carreira política em Alagoas iniciou o mandato, assinando cinco medidas provisórias e quatro decretos.

O forte e longo discurso de 54 minutos no Congresso impressionou a todos os presentes. Collor foi interrompido 33 vezes pelos aplausos de parlamentares e presentes ilustres, como o líder cubano Fidel Castro, que, aliás, puxou uma das salvas de palmas.

O entusiasmo não se restringiu aos congressistas e convidados da posse em Brasília. Folha e Estadão, os dois principais jornais de São Paulo, se derramaram em elogios ao novo presidente em seus editoriais do dia 16.

“Causa excelente impressão, e ao mesmo tempo acentua as expectativas quanto às primeiras medidas do novo governo, o discurso do presidente Fernando Collor no Congresso Nacional. Longe das exaltações de campanhas, mas com impressionante firmeza, o presidente assumiu compromissos com uma linha programática que dificilmente mereceria algum reparo”, pontuou o veículo da família Frias, no texto intitulado “As palavras do presidente”.

Já o impresso da família Mesquita foi além: “A profissão de fé do novo presidente na liberdade – talvez o ponto alto de um discurso sem pontos baixos – é a causa mais justa da felicidade do povo que foi à rua aplaudi-lo, na radiosa e clara manhã de sol de sua posse. A garantia de que o novo governo vai respeitar as liberdades e os direitos fundamentais da cidadania – entre os quais os de empreender e prosperar – já justifica, por si só, o resgate da esperança que marcou o clima otimista da festa de ontem”, escreveu o Estado, sob o título “O resgate da esperança”.

Depois das palavras no Congresso, Collor subiu ao parlatório do Palácio do Planalto, já com a faixa presidencial no peito, repassada por José Sarney. Ao lado da mulher, Rosane, falou com eloquência à plateia presente. Ao final, fora dos microfones, gritou “essa faixa, essa faixa é de vocês”.

A euforia da festa de posse foi seguida pelo frio anúncio do plano econômico, no dia seguinte. O pronunciamento da nova ministra da Fazenda, Zélia Cardoso de Mello, pegou o Brasil de surpresa. O Plano Collor confiscou a poupança e foi o começo do fim para Fernando Collor.

Em 29 de setembro de 1992, a mesma Câmara que o aplaudira na posse tirou Collor da presidência. Foi a primeira vez que um impeachment aconteceu na História do Brasil.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Imagens da posse de Collor:

Fontes:

Acervo Estadão

Acervo Folha

biblioteca.presidencia.gov.br

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.