Cachorro recupera a Taça Jules Rimet em Londres

Há 50 anos… dia 27 de março de 1966.

Cachorro recupera a Taça Jules Rimet em Londres

É isso mesmo.

O simpático cachorro aí da foto salvou a Inglaterra e a Copa do Mundo de 1966.

O esperto e carismático Pickles foi o responsável por recuperar a Taça Jules Rimet, que havia sido roubada em Londres uma semana antes. Faltava pouco menos de quatro meses para o início do mundial e a apreensão tomou conta do país-sede.

No dia 20 de março, a taça de ouro maciço sumiu de uma exposição no Methodist Central Hall, em Westminster. Com autorização do Brasil, então de posse momentânea do objeto – por conta do título de 1962 -, o troféu estava sendo exibido em uma feira de selos. Um descuido da segurança e pronto: a Jules Rimet desapareceu!

Um cenário de pesadelo total para a Football Association, a Federação Inglesa de Futebol, e, claro, para a Fifa e seu presidente, o inglês e Sir Stanley Rous. Às vésperas de abrigar o maior evento do esporte que tinham inventado, os ingleses se viam em uma situação terrível.

A Scotland Yard entrou em ação e abriu investigação para tentar recuperar a valiosa taça de 3,8kg e 35cm. Em vão. O máximo que a polícia britânica conseguiu foi uma pista para um tal de Jackson, que ameaçou derreter o troféu caso não recebesse a quantia de 15 mil libras (e em notas de £1 e £5!).

Um encontro foi marcado. Jackson, na verdade um ex-soldado de nome Edward Betchley que havia lutado na Segunda Guerra Mundial, foi desmascarado por um policial à paisana e logo se tornou o suspeito número 1.

Na realidade, queria mesmo era faturar em cima do pandemônio criado pelo desaparecimento da taça, que seria encontrada quando ele ainda estava sendo interrogado incansavelmente pela Scotland Yard. O ex-soldado acabaria condenado a dois anos de prisão, por tentativa de extorsão. Morreria em 1969.

 

Voltando ao caso, era um domingo, 27 de março de 1966, quando David Corbett saiu para passear com seu cãozinho, um mestiço da raça collie, de cor preta e branca. Pickles tinha sido um presente do irmão de Corbett, que achava o então filhote um tanto abusado. Afinal, o pequenino gostava de morder e estragar seu sofá!

Do alto de seus 4 anos de idade, Pickles flanava lépido pela região de Norwood, ao Sul de Londres. Então, chamou a atenção de seu dono para um pacote que farejava, um amontoado de jornais que parecia conter algo dentro.

“Peguei o pacote e arranquei um pouco de jornal. Vi a imagem de uma mulher segurando um prato sobre a cabeça, e alguns pedaços de metal com as palavras ‘Alemanha’, ‘Brasil’, ‘Uruguai’. Corri pra dentro de casa gritando para minha mulher, que não gostava de futebol: ‘Eu encontrei a Taça do Mundo! Eu encontrei a Taça do Mundo!’”, relembra Corbett.

Sim, ele havia encontrado. Bem, na verdade, Pickles tinha sido o grande herói.

Corbett ligou para a Scotland Yard, contou do feito e acabou se tornando suspeito pelo roubo. Após longas explanações, tudo foi esclarecido. Corbett foi agraciado com um total de 6 mil libras – dinheiro que comprou a casa onde mora até hoje -, enquanto o esperto Pickles ganhou um ano de ração, fornecida por um dos patrocinadores da Copa!

A dupla ainda participou dos festejos pela conquista do título e jantou com os jogadores campeões mundiais.

Foi assim que, há 50 anos, um simpático cachorro chamado Pickles salvou a Copa de 1966.

Em tempo: um ano após o grande feito de sua existência, Pickles partiu. Foi enterrado no jardim da casa que Corbett comprou por causa de sua façanha. Está lá até hoje, com uma placa que diz: “Pickles, the finder of the World Cup 1966”.

Reportagem da BBC sobre o fato:

Fontes e +MAIS:

Wikipedia

Wikipédia

– fourfourtwo.com

– theguardian.com

– itv.com

– mentalfloss.com

– nationalfootballmuseum.com

bbc.com

– foxsports.com.br

– copadomundo.ig.com.br

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.