Academia do Palmeiras conquista mais um Campeonato Paulista

Há 50 anos… dia 12 de dezembro de 1966.

Academia do Palmeiras conquista mais um Campeonato Paulista

Djalma Santos, Djalma Dias, Ademir da Guia, Servílio, Rinaldo…

Com esses, não tinha Cucabol, não!

Bom, brincadeiras à parte – no dia em que o próprio Cuca demonstrou grandeza de espírito e muito humor com o assunto -, o fato é que, cinco décadas atrás, a primeira Academia de Futebol do Palmeiras colocava mais um troféu no bolso.

Três anos depois da primeira, veio a segunda conquista de Campeonato Paulista. Um esquadrão de futebol, que impediu novo tricampeonato do Santos de Pelé.

Aliás, foi uma derrota do alvinegro da Vila Belmiro para a Portuguesa por 1 a 0 que sacramentou o título alviverde.

Relatou o Estadão de 13 de dezembro de 1966:

“Um chute alto e forte de Paes, que fez a bola penetrar na meta do Santos aos 42’ do período final do jogo de ontem, permitiu aos palmeirenses iniciarem as comemorações da obtenção do título de campeão paulista, por parte de seu clube. O resultado igual, sem abertura de contagem, era suficiente para alijar o Santos da disputa do título mas o ponto de Paes fez explodir o entusiasmo daqueles torcedores que viram sua festa ser adiada pelo Corinthians, no dia anterior”.

É isso aí. No dia 11, o revés por 1 a 0 para o maior rival frustrara a massa palmeirense em pleno Palestra. O carimbo e o grito de campeão viriam 24 horas depois. Ninguém mais poderia alcançar a Academia treinada por Mário Travaglini.

Na disputa em pontos corridos, turno e returno, campanha de 20 vitórias, 3 empates e 5 derrotas em 28 jogos, com 65 gols marcados (segundo melhor ataque) e 31 sofridos (melhor defesa). No total, 43 pontos somados, quatro à frente do vice Corinthians, cinco de vantagem sobre o Santos de Pelé.

Para fechar com estilo e celebração plena, um categórico 3 a 0 sobre o São Paulo, na rodada final, no dia 15, pôs a massa verde em delírio no velho Palestra Italia.

No ano seguinte, a primeira Academia de Futebol levaria Taça Brasil e Robertão para a sala de troféus da Sociedade Esportiva Palmeiras.

Mas essa(s) história(s) fica(m) pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Disco em comemoração da conquista:

Fontes e +MAIS:

– Wikipédia

– Acervo Estadão

– Acervo Folha

– palmeiras.com.br

– futpedia.globo.com

– imortaisdofutebol.com

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s