Rolling Stones lançam o single “Paint it Black” nos EUA

Há 50 anos… dia 7 de maio de 1966.

Rolling Stones lançam o single "Paint it Black" nos EUA

Mick/Keith, Keith/Mick.

1966 marca o início da dominância intelectual e criativa da dupla dentro dos Rolling Stones. Um caminho sem volta e que já completa cinco décadas.

Todas as faixas de Aftermath, o grande trabalho da banda naquele ano, são assinadas pelo duo.

Incluindo “Paint It Black”, single lançado nos Estados Unidos há exatos 50 anos. Aliás, a faixa só entrou na versão americana do quarto álbum, que chegou às lojas da Terra do Tio Sam em 20 de junho.

A história conta que, para falar sobre depressão e luto, Mick Jagger se inspirou no tema central de Ulisses, clássico de James Joyce.

A princípio, a melodia seria algo mais lento, na linha de “The House of the Rising Sun”, dos Animals. Ficou tudo muito arrastado e, somado ao tom sombrio da letra, o resultado, certamente, seria desastroso.

Então, Bill Wyman começou a brincar no órgão Hammond, Charlie Watts acelerou o tempo da bateria e uma música de conteúdo mórbido ganhou vida. Sem trocadilho.

“O quê fez ‘Paint It Black’ tão especial foi Bill Wyman no órgão, porque só chegamos na sonoridade da gravação final pela insistência dele”, conta Keith Richards, no site oficial dos Stones.

Além do órgão e do baixo de Bill Wyman, não podemos esquecer da cítara de Brian Jones. A perda da liderança pensante dentro da banda fez Brian buscar nos instrumentos o seu novo caminho artístico.

Isso é notável já em Aftermath, em que ele toca uma variedade incrível de instrumentos. Em “Paint It Black”, lá está Brian com a cítara. Apesar da quase irrefutável influência dos Beatles, por causa de George Harrison em “Norwegian Wood” – de Rubber Soul -, ele negava veementemente a ligação.

O compacto de “Paint It Black” – com “Stupid Girl” no lado B americano e “Long, Long While” no britânico – ficou 11 semanas no primeiro lugar do Billboard Hot 100 e 10 semanas no topo das paradas do Reino Unido.

Foi o aperitivo que ajudou Aftermath a chegar ao segundo lugar no ranking de álbuns nos Estados Unidos.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Em tempo: a vírgula na capa do single foi um erro da Decca Records. Gerou até debates na época.

Em tempo 2: ver e ouvir essa música ao vivo!

“Paint It Black”, no vinil:

Clipe do canal oficial dos Stones:

Fontes e +MAIS:

Wikipedia

Wikipédia

– rollingstones.com

– songfacts.com

– inktank.fi

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.