Os Simpsons estreia na Fox

Há 30 anos… dia 19 de abril de 1987.

POR FELIPE FIGUEIREDO MELLO*

Recebi do meu irmão éfemello a “difícil” incumbência de escrever a efeméride de hoje!

Passei a tarde e noite de ontem pensando qual seria a melhor forma de homenagear os 30 anos da estreia do, provavelmente, maior fenômeno da televisão mundial: Os Simpsons.

Lembrei de como eu não gostava de Simpsons em um momento da minha infância e, de repente, aquilo virou uma paixão, que se tornou amor profundo, que se tornou traço de identidade.

Me recordei das intermináveis noites em que gravava cada episódio da antiga Fox mezzo brasileira mezzo latina dos anos 90 (ainda tenho as 15 VHSs guardadas!). E de quando eu resolvi regravar cortando os intervalos, tendo 16 episódios ininterruptos em sequência e uma única fita (regravei 5 fitas assim). Uma arte e uma diversão que o advento do DVD encerrou.

Pensei em fazer uma rápida lista dos meus episódios preferidos (e aqui um disclaimer e uma confissão: em termos quantitativos, me considero um conhecedor raso da série. Da 1ª até a 11ª temporada eu sei de tudo. Mas ainda há outras 16 temporadas, além do filme, que eu conheço pouco). O episódio em que Homer, o herege, se nega a ir à igreja numa gelada manhã de domingo; a inesquecível ida da família para a Austrália; a ascensão e queda do Homer Flamejante; o episódio dos Lapidários; a venda da usina nuclear para os alemães (e a viagem de Homer à ‘terra da chocolata’); o Limoeiro de Tróia…

Simpsons, como o meu time do coração, eu carrego comigo.

E da mesma forma que eu consigo lembrar de jogos, gols e momentos nas arquibancadas e relacioná-los com quase todas as circunstâncias da vida, um dos meus hobbies favoritos é explicar qualquer coisa da vida com uma passagem do seriado.

Não são poucas as vezes, em meu cotidiano, que eu me recordo de alguma cena e me dirijo ao interlocutor: “…tem um episódio de Simpsons que…”.

Além de episódios inteiros ou cenas específicas, há as citações. Peça a um fã incorrigível e ele facilmente irá lembrar frases inesquecíveis de Homer (que vão além do simples “d’oh!”), ou do Diretor Skinner, ou do Moe…

Genial!

A ideia nasceu quando o produtor James L. Brooks pediu a Matt Groening que fizesse curtas de animação para entrar no The Tracy Ullman Show, programa que reunia esquetes e outras animações. O curioso é que tudo surgiu, justamente, a partir da intenção do criador em fazer uma série baseada em sua própria vida.

Desde aquele dia 19 de abril de 1987, a família toscamente desenhada e amarelada jamais foi só um desenho.

Aqueles poucos minutos inseridos na atração da Fox americana representavam o nascimento de uma cultura particular que hoje toca todos os pontos do planeta.

Os Simpsons são a vanguarda do politicamente incorreto, embora Groening o faça até hoje com uma sutileza que absolutamente nenhuma outra série (South Park, Family Guy e etc.) conseguiu fazer.

Os Simpsons são a vanguarda do tipo de linguagem que hoje vemos reproduzidas nas redes sociais: o emaranhado de piadas que comicamente distorcem a realidade, as intertextualidades ás vezes contidas em um único frame, a velocidade e a quantidade de informações presentes em uma única palavra ou frase.

Os Simpsons são o criadouro e, ao mesmo tempo, o principal veículo de resgate da cultura pop.

Hoje eu assisto muito menos do que na minha infância e adolescência. Muito menos do que gostaria. Mas sempre que consigo, me vejo rindo de antigas piadas ou de novas sacadas.

E me pego falando: “Genial….genial!”

* Felipe Figueiredo Mello vai assistir Os Simpsons pelo resto de sua vida.

Felipe Figueiredo Mello vai assistir Os Simpsons pelo resto de sua vida. 

Felipe Figueiredo Mello vai assistir Os Simpsons pelo resto de sua vida. 

Felipe Figueiredo Mello vai assistir Os Simpsons pelo resto de sua vida. 

Felipe Figueiredo Mello vai assistir Os Simpsons pelo resto de sua vida. 

Felipe Figueiredo Mello vai assistir Os Simpsons pelo resto de sua vida. 

Felipe Figueiredo Mello vai assistir Os Simpsons pelo resto de sua vida. 

Felipe Figueiredo Mello vai assistir Os Simpsons pelo resto de sua vida. 

Felipe Figueiredo Mello vai assistir Os Simpsons pelo resto de

Veja o primeiro curta:

Fontes e +MAIS:

– Wikipedia

– Wikipédia

– IMDb

– simpsons.wikia.com

– msn.com

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s