Casagrande faz 4 na estreia pelo Corinthians

Há 35 anos… dia 3 de fevereiro de 1982.

Casagrande faz 4 na estreia pelo Corinthians

“Há muito tempo que o Corinthians não revelava um jogador que em apenas uma partida fosse capaz de marcar quatro gols. Mas, ontem à noite, no Pacaembu, Casagrande, um ex-juvenil de 19 anos, que esteve prestes a ser desprezado pela comissão técnica e quase foi emprestado pelo segundo ano consecutivo, acabou transformando-se no grande herói da goleada por 5 a 1 sobre o Guará.”

Há 35 anos, 9.456 fiéis testemunharam o início de uma paixão.

O começo do casamento entre Walter Casagrande Júnior e Sport Club Corinthians Paulista.

E a festa foi de gala!

Como bem descreve o Estadão, na abertura da nota sobre o jogo da Taça de Prata do Campeonato Brasileiro de 1982, o ex-juvenil arrebentou. Fez quatro dos cinco na goleada sobre o Guará, do Distrito Federal. E ele tinha ainda 18 anos, não 19, que completaria somente em 15 de abril.

Antes da histórica estreia, possivelmente a mais incrível de um jogador em mais de 100 anos de Corinthians, os elogios do experiente treinador Mário Travaglini foram um presságio: “Pelo tamanho e estilo, ele me lembra o Roberto Dinamite”, cravou.

Pobre Guará.

Logo aos 3 minutos, Casão mostrou as credenciais. Recebeu de Biro-Biro, fora da área, dominou girou e bateu. O goleiro Jonas só viu a bola entrar, em seu canto esquerdo.

Aos 22, o segundo. Zenon acionou o corpulento atacante na esquerda. Ele invadiu a área e bateu cruzado, rasteiro, para desempatar o duelo igualado por Jânio aos 17.

Dois minutos depois, Biro-Biro chutou a bola para a área e Casagrande mostrou oportunismo e rapidez ao escorar o peito para a bola bater e morrer no fundo das redes do Guará. Corinthians 3 a 1.

Antes de anotar o quinto, o camisa 9 deu assistência de cabeça para Biro-Biro marcar o seu, já aos 4 minutos do segundo tempo.

O gol final foi com selo de centroavante. Casão recebeu linda enfiada de cavadinha, de Paulinho, deixou a bola quicar no gramado do Pacaembu e disparou a canhota certeira e potente, sem nenhuma chance ao pobre Jonas.

Era o ponto final de uma estreia de fantasia. Como o casamento entre ele e o clube de Parque São Jorge.

O primeiro jogo ao lado do irmão Sócrates seria alguns dias depois, em Fortaleza, contra time de mesmo nome. O Doutor deixou o seu, mas foi Zenon quem roubou a cena, com três gols nos 4 a 2 diante dos anfitriões.

Em agosto, Casagrande confirmaria de vez seu talento ao marcar três na goleada sobre o arquirrival Palmeiras, também por 5 a 1.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Os 4 gols, na narração de José Silvério:

Gols e melhores momentos, com Luiz Noriega:

Fontes e +MAIS:

– Acervo Estadão

– Acervo Folha

– corinthians.com.br

– meutimao.com.br

– esporte.uol.com.br

– guiadoscuriosos.uol.com.br

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s