Na Li se torna 1ª asiática a vencer um Grand Slam

Há 5 anos… dia 4 de junho de 2011.

Na Li se torna 1ª asiática a vencer um Grand Slam

“Se eu ganhar, vou conseguir alavancar um pouco o tênis na China”.

No mesmo carro em que Guga e Djoko deram um show de carisma e alegria na última semana, a tímida Na Li revelou o que faria em caso de improvável conquista em Paris: ir para a terra natal e mostrar o troféu a todos. Com isso, esperava promover o esporte e estimular os jovens a jogarem tênis.

Em 4 de junho de 2011, Na Li cumpriu uma etapa de sua “missão”. Bateu a italiana Francesca Schiavone por 2 sets a 0, com parciais de 6–4 e 7–6(7–0), e conquistou a taça de Roland Garros, se tornando, assim, a primeira asiática – e a primeira chinesa – a vencer um Grand Slam.

“Se um jogador chinês pode vencer um Grand Slam, talvez isso prove muito para o tênis chinês. Eu acredito que o tênis vai crescer mais e mais”, disse a contida tenista nascida em Wuhan, na província de Hubei, no Noroeste chinês.

O caminho de Na Li até a consagração teve vitórias notáveis, principalmente a da semifinal contra a russa Maria Sharapova – 2 a 0 (6-4 e 7-5). A asiática também superou a bielorrussa Victoria Azarenka nas quartas (7-5 e 6-2), além da tcheca Petra Kvitova na quarta rodada (2-6, 6-1 e 6-3).

Na decisão de “veteranas” – Na Li tinha 29 anos e Schiavone estava às portas dos 31 -, a chinesa teve início arrasador, com um set irrepreensível e vitória de 6-4, com direito a 15 winners.

Tudo parecia encaminhado quando Na Li quebrou o serviço da italiana logo no primeiro game da segunda parcial. Mas Schiavone se recuperou para deixar tudo igual no sétimo game. O equilíbrio e a agressividade da chinesa foram decisivos no tie-break, vencido por inapelável e inequívoco 7 a 0.

“Hoje foi um dia muito difícil, mas eu tenho de parabenizar Na Li, porque ela realmente cresceu este ano e jogou muito bem. Aproveite este momento, porque é fantástico”, aconselhou a simpática e magnânima italiana, então detentora da taça no saibro francês – foi campeã em 2010.

Na Li repetiria o feito de Roland Garros três anos depois, no Australian Open de 2014.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Na Li no carro de Roland Garros:

Melhores momentos da final:

Fontes e +MAIS:

Wikipedia

Acervo Folha

Acervo Estadão

– theguardian.com

– nytimes.com

– bbc.com

edition.cnn.com

– esporte.uol.com.br

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s