Portuguesa é campeã da Copa São Paulo

Há 25 anos… dia 26 de janeiro de 1991.

(Clique na foto para ampliar!)

9 jogos, 9 vitórias, 32 gols marcados, apenas 7 sofridos.

Invicta, inquestionável, insaciável, inesquecível.

A Portuguesa campeã da Copa São Paulo de 1991 mora no coração de todo e cada torcedor rubro-verde. O time comandado por Écio Pasca encantou com um futebol insinuante, ofensivo, estético.

Mais importante: revelou para o futebol a dádiva chamada Dener. Com a 8 às costas, o franzino moleque de pernas curtas e talento gigante liderou a Lusa à primeira conquista de Copa São Paulo. Adivinha quem foi eleito o melhor jogador?

Além do endiabrado driblador, a Lusinha tinha um ataque fantástico, com o lépido Tico e o imperdoável Sinval, artilheiro da Copinha-1991 com 12 gols (recorde até hoje), e uma sólida defesa, amparada pelo bom goleiro Paulo Luís, escolhido o melhor do torneio.

“Aquela equipe era ‘tuque, tuque, gol’ antes do ‘tiki taka’ do Guardiola”, brinca Pasca, em ótimo especial do ESPN.com.br sobre o título de 25 anos atrás. Na reportagem, o técnico conta que se inspirou no basquete para montar o esquema batizado de “losangos flutuantes”.

“Naquela Portuguesa eu escalava um líbero para proteger a defesa, dois alas, que tinham de defender e atacar, e um homem de referência na área adversária, o Sinval. O desenho era um losango. A flutuação ficava com o Dener, que jogava solto no ataque e não era cobrado por mim para ajudar na marcação. Quem fazia esse trabalho era o Tico. Mas o Tico tinha muito mais conhecimento tático e, às vezes, flutuava também”, recorda.

A teoria meio maluca deu super certo na prática. Campanha irretocável, com direito a goleada e olé na final contra o Grêmio, no Pacaembu: 4 a 0, com gols de Dener, Sinval, Tico e Pereira.

No caminho até a decisão, dois massacres na primeira fase (5 a 1 no Flamengo-RO, no segundo jogo, e 8 a 2 no Sergipe, na terceira partida), vitória importantíssima contra o São Paulo (2 a 0, dois de Dener), também na fase inicial, e a emocionante virada na semi diante do Goiás, 3 a 1.

Pela magia em campo e pelo enorme talento de alguns jogadores, Dener em especial, a Copa São Paulo de 1991 talvez seja o título mais significativo da História da Associação Portuguesa de Desportos. Certamente, é aquele que o fanático da Lusa guarda com mais carinho.

E você sabia que o elenco campeão depois foi recebido em pleno Palácio do Planalto pelo então presidente Fernando Collor? Pois é!

Por essas e outras, a Lusinha da Copinha de 1991 é eterna.

P.S.: Dener, que saudade!

Os gols da final:

Fontes e +MAIS:

Wikipédia

Acervo Folha

Acervo Estadão

– espn.uol.com.br

– ocuriosodofutebol.com.br

– blogdaportuguesa.blogspot.com.br

– netlusa.com.br

– bloglusa.wordpress.com

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.