Marvin Hagler vence Thomas Hearns em Las Vegas

Há 30 anos… dia 15 de abril de 1985.

Marvin Hagler vence Thomas Hearns em Las Vegas

Ao soar do gongo que deu ponto final ao primeiro round, os 15.088 presentes no Caesars Palace, em Las Vegas, estavam em estado de êxtase. Acabavam de presenciar aquilo que posteriormente seria considerado o maior round da história do boxe.

Os protagonistas? Marvelous Marvin Hagler e Thomas “The Hitman” Hearns.

Em três minutos, eles fizeram justiça ao apelido do esporte. Foi um nobilíssimo assalto. Franco, corajoso, brutal, feroz, técnico, selvagem, irascível, voraz… Reúna todos os adjetivos do dicionário e você não terá o suficiente para definir o duelo inicial entre o campeão Hagler e o desafiante Hearns.

Muito tempo depois, a HBO reprisou a luta, com comentários dos personagens principais daquela noite de 15 de abril de 1985.

“Esse primeiro round sugou tudo o quê eu tinha, cara”, disse Hearns.

Hagler teve a testa aberta logo no primeiro golpe do desafiante. “Ele definitivamente tentou soltar a bomba em mim. E podia socar!”, comentou o campeão.

Placar final do 1º round: 10-9 Hagler. Inesquecível.

A voracidade da abertura deu lugar a um combate mais cauteloso no segundo assalto. Hagler e Hearns se preservaram, apesar de o campeão demonstrar mais fúria e pressa para acabar logo com a luta. Sabia que o corte podia atrapalhar, caso o juiz encucasse. Hearns parecia avoado, com suas longas pernas meio bambas e desajeitadas. O campeão levou vantagem e anunciava a vitória.

No terceiro round, Hearns retomou o controle das pernas e bailou em torno de Hagler, que seguiu focado em dar cabo ao duelo. Com um minuto, o árbitro Richard Steele fez uma pausa para analisar o ferimento no campeão. O médico autorizou o prosseguimento da luta.

Então, Hagler acertou uma, duas, três… e Hearns sorriu! Uma resignação pelo nocaute iminente. O campeão o encurralou nas cordas e desferiu mais alguns golpes, suficientes para colocá-lo na lona.

Contagem de Steele e fim da luta. Enquanto Hagler comemorava, Hearns era carregado por um dos membros de seu estafe.

Oito minutos e um segundo de puro boxe. Inesquecível.

P.S.: agradecimento ao caro Wilson Baldini Jr., que sabe infinitamente mais da nobre arte do que o éfemello, e postou o fantástico vídeo da luta em seu Facebook. Não fosse ele, o tema de hoje seria outro. Em breve, Baldini vai abrilhantar o blog com seus conhecimentos de boxe. Aguardem!

The War:

Fontes:

– Wikipedia

– boxrec.com

– bbc.com

– espn.go.com

– si.com

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s