Confeitaria Colombo é inaugurada no Rio

Há 120 anos… dia 17 de setembro de 1894.

Confeitaria Colombo é inaugurada no Rio

O velho, na porta da Colombo/É um assombro/Sassaricando 

Quando apareceu na letra da marchinha “Sassaricando”, nos anos 1950, ela já tinha lugar cativo no coração de todo carioca.

Hoje, 120 anos depois de inaugurada, a Confeitaria Colombo é ícone, ponto turístico e cartão-postal quase obrigatório da Cidade Maravilhosa. Sempre na rua Gonçalves Dias, 32, no centro do Rio.

Fundada pelos imigrantes portugueses Joaquim Borges de Meireles e Manoel José Lebrão, a Colombo logo virou ponto de encontro da alta sociedade carioca. De manhã, os “homens de bem”, ou seja, industriais e empresários que frequentavam o local para falar de negócios. De tarde, as senhoras da elite, que colocavam as conversas em dia até o chá das 5. A noite era dos intelectuais, escritores e boêmios.

Entre os ilustres frequentadores da Colombo ao longo de mais de cem anos de vida, estão Chiquinha Gonzaga, Olavo Bilac, Rui Barbosa, Villa-Lobos, Lima Barreto, José do Patrocínio, além de vários presidentes da República, como Getúlio Vargas e Juscelino Kubitschek.

“A mesa preferida do Juscelino Kubitschek era a 23. E a de Getúlio Vargas, lá na frente, era a 38”, conta o garçom Orlando Almeida, na Colombo há 62 anos.

A arquitetura também é destaque à parte. Um ambiente art nouveau, peculiar da Belle Époque do fim do século 19, início do 20. Em 1920, o famoso salão superior foi inaugurado, por ocasião da vinda do Rei Alberto, da Bélgica.

A primeira grande atração gastronômica foi a empadinha de frango, até hoje uma iguaria muito requisitada. As tarteletes francesas também têm seus clientes, mas as grandes atrações são os doces portugueses, como os pastéis de nata e os pingos de tocha. Diariamente, são vendidos 2,5 mil doces em média.

Em comemoração aos 120 anos, o historiador Antonio Edmilson conta a história desse símbolo carioca no livro Confeitaria Colombo – Sabores de Uma Cidade, em parceria com o Renato Freire, ex-chef-executivo da confeitaria. Além disso, outras atrações foram preparadas para celebrar a data, como uma exposição no Espaço Memória e um menu especial.

Que essa tradicional marca do Rio de Janeiro permaneça por muito tempo!

Reportagem da TV Brasil sobre os 120 anos da Colombo:

Fontes:

– Wikipédia

– confeitariacolombo.com.br

– rioquepassou.com.br

– g1.globo.com

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s