Brasil é campeão mundial de basquete

Há 20 anos… dia 12 de junho de 1994.

Brasil é campeão mundial de basquete

Há 20 anos, o último orgulho

POR THIAGO ROCHA*

Muitos brasileiros talvez não se lembrem, mas acordaram em 12 de junho de 1994 como campeões do mundo. Era madrugada no país – a bola laranja subiu no Sydney Entertainment Center às 4h no horário de Brasília. Treze horas à frente no fuso horário, a Austrália teve a honra de receber a consagração maior da última grande geração que o basquete nacional conseguiu poduzir. Com o placar de 96 a 87, a seleção feminina bateu a China na final e conquistou pela primeira vez, e única até o momento, o Campeonato Mundial de Basquete.

Uma data e um feito que merecem todas as reverências. A conquista em Sydney completou de forma triunfal as trajetórias de duas das maiores jogadoras da história: as amigas e rivais Hortência e Paula, que ainda tentaram um ouro olímpico em Atlanta-1996, mas lhes restaram a prata que em nada diminui suas importâncias. Embora fossem “inimigas” jogando por clubes, a união de seus talentos rendeu ao basquete feminino brasileiro os melhores resultados desde a medalha de bronze no Mundial de 1971. O título mostrou também que a renovação da equipe estava garantida em termos de competitividade com Janeth, Alessandra, Helen, Leila Sobral e Cintia Tuiú, entre outras.

A efeméride, porém, traz um pouco de melancolia. Principalmente quando você reflete e nota que o basquete brasileiro, feminino e masculino, só retrocedeu nesses 20 anos.

Hortência e Paula
Hortência e Paula

São inúmeros fatores, e ressaltar que é difícil substituir à altura jogadoras como as citadas acima é enxergar os problemas de forma rasa, jogar a sujeira debaixo do tapete. Boa parte das atletas que defendeu a seleção nas últimas duas décadas até poderia alçar resultados do mesmo nível. Mas o basquete brasileiro, em vez de criar oportunidades para que a modalidade se desenvolvesse, esperou que elas batessem à porta. Hoje, vive uma falência estrutural de dar pena.

Até 2006 as meninas do Brasil deram seus últimos suspiros no cenário internacional. Foi bronze nos Jogos Olímpicos de Sydney-2000, além de três quarto lugares: na Olimpíada de Atenas-2004 e nos Mundiais de 1998 e 2006. A partir daí, amargou duas eliminações seguidas em primeira fase de Olimpíadas, Pequim-2008 e Londres-2012, além de um nono lugar no Mundial de 2010. No País, os campeonatos minguam. Fechar oito clubes e buscar patrocínios para a disputa da Liga de Basquete Feminino se tornou uma missão árdua. Torneios regionais, então… Investir no basquete virou praticamente uma missão de abnegados, de apaixonados pela modalidade.

Se hoje o basquete brasileiro está em ruínas é porque as pessoas com poder nas mãos não souberam cuidar. Na hora de dar força aos clubes formadores, de investir nas categorias de base tanto em estrutura quanto na parte técnica ou de reciclar profissionais, os administradores não mostraram o mesmo apetite demonstrado na hora de captar milionários patrocínios tanto no setor público quanto no privado. O balanço financeiro de 2013 mostrou que a CBB teve sua maior arrecadação desde 2009, com R$ 27,4 milhões. Mesmo assim, a dívida da entidade cresceu 8%, atingindo R$ 9,5 milhões. Uma conta cara, que é paga a duras penas por quem realmente vislumbra no esporte o seu futuro.

Quer uma amostra clara de como a modalidade está ao léu? Entre no site da Confederação Brasileira de Basquete (cbb.com.br) e busque referências sobre o Mundial de 1994. O culto ao passado é quase zero, talvez por vergonha da incapacidade de repetir algo tão glorioso. Achar fotos do torneio, por exemplo, é um processo desestimulante. Assim como deve ser para as heroínas das quadras, sejam campeãs do mundo ou jovens em busca de um lugar ao sol, ver sua paixão ser tão maltratada.

* Thiago Rocha, 34 anos, é jornalista e acompanha basquete desde a infância. Após mais de 12 anos no Diário LANCE!, hoje trabalha no portal iG.

Veja a final do Mundial de 1994:

Fontes:

– cbb.com.br

Anúncios

Um comentário sobre “Brasil é campeão mundial de basquete

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s