“A Espada Era a Lei” estreia nos Estados Unidos

Há 50 anos… dia 25 de dezembro de 1963.

25dez13

De todos os desenhos clássicos da Disney, “A Espada Era a Lei” é o mais diferente.

A história do pobre menino Arthur, que se torna rei da noite para o dia, apresenta humor, questões e conflitos distintos dos mostrados em outras animações de Walt Disney.

Não há bom nem mau. Não há mocinho e nem vilão. Os personagens são humanos, demasiadamente humanos. Até a simpática coruja Arquimedes!

A vilã da história, a Madame Min, mostra traços de humanidade anormais para um clássico personagem mau da Disney. Compare com as bruxas de Cinderela ou Branca de Neve, por exemplo…

Baseado em livro homônimo do escritor inglês T.H. White, “A Espada Era a Lei” (“The Sword in The Stone”, em inglês) foi lançado no dia 25 de dezembro de 1963 nos Estados Unidos. Foi a última animação produzida por Walt Disney – ele morreria em 1966.

A trilha sonora ficou por conta dos irmãos Sherman, Richard e Robert, que posteriormente compuseram outras trilhas para filmes da Disney, como “Mary Poppins”.

“A Espada Era a Lei” foi a sexta maior bilheteria dos Estados Unidos em 1963 e até recebeu uma indicação ao Oscar daquele ano, para o prêmio de Melhor Trilha Sonora Adaptada, que não existe mais.

No Brasil, chegou aos cinemas em 17 de janeiro de 1964. Aqui, o desenho ganhou vozes conhecidas na dublagem.

Orlando Drummond Cardoso, o Seu Peru da Escolinha do Professor Raimundo, a voz do Vingador de “A Caverna do Dragão”, faz Arquimedes. O mago Merlin é interpretado por Magalhães Graça, ator com reconhecidas participações em desenhos. Fez, por exemplo, as vozes do Mestre, em “Branca de Neve e os Sete Anões”, e do Príncipe João, em “Robin Hood”.

O narrador da história é ninguém menos do que Aloysio de Oliveira, produtor musical, compositor, locutor. A biografia de Oliveira não cabe aqui: trabalhou com Walt Disney, ajudou a criar o Zé Carioca, acompanhou Carmen Miranda, com quem foi casado, trabalhou em rádios, participou da Bossa Nova e compôs canções clássicas, como “Só Tinha de Ser com Você” e “Inútil Paisagem”…

“A Espada Era a Lei” era e ainda é o meu desenho preferido.

A dica do éfemello é juntar a família e se divertir na companhia de Arthur, Merlin e Arquimedes!

Feliz Natal!

Veja o trailer de “A Espada Era a Lei”:

Fontes:

– Wikipédia

– Wikipedia

– IMDb

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s