Nasce o Jethro Tull

Há 50 anos… dia 20 de dezembro de 1967.

“Batizada sem razão aparente em referência a um agrônomo britânico do século XVIII que inventou a broca da máquina para semear, o Jethro Tull foi uma das mais comercialmente bem-sucedidas bandas de excêntrico rock progressivo”, escreve a Rolling Stone (link abaixo).

Excêntrico, bem-sucedido, progressivo, de raízes e inspirações no folk e no blues, o grupo liderado por Ian Anderson nasceu há 50 anos. Uma azeitada e poderosa mistura que deu certo demais.

A estrada até o nome peculiar, a formação e o estilo próprio foi longa, como conta a Wikipedia em inglês:

Origens
Ian Anderson, Jeffrey Hammond e John Evan (originalmente Evans), que se tornariam membros do Jethro Tull, frequentavam a escola de gramática em Blackpool. Anderson nasceu em Dunfermline, na Escócia, e cresceu em Edimburgo antes de se mudar para Blackpool, em janeiro de 1960. Evans tornou-se um fã dos Beatles depois de vê-los tocar “Love Me Do” na televisão. Embora fosse um pianista consumado, decidiu pegar a bateria, pois era um instrumento apresentado na formação dos Beatles. Anderson adquiriu uma guitarra espanhola e aprendeu a tocar sozinho, e a dupla decidiu formar uma banda. Recrutaram Hammond no baixo, que trouxe sua coleção de blues para ouvir.

 

O grupo tocou inicialmente como um trio em clubes locais, antes que Evans se tornasse influenciado por Georgie Fame e os Animals e mudou para o órgão, chamando o baterista Barrie Barlow e o guitarrista Mike Stevens da banda local Atlantics. Por volta de 1964, a banda convocou o guitarrista Chris Riley e evoluiu como uma banda de seis membros chamada John Evan Band (mais tarde, John Evan Smash). Evans reduziu o sobrenome para “Evan” com a insistência de Hammond, que pensou soar melhor e mais incomum. O grupo recrutou Johnny Taylor como agente de shows e tocou em locais ao redor do noroeste da Inglaterra, como uma mistura de blues e Motown. Hammond, posteriormente, deixou a banda para ir à escola de arte. Foi substituído brevemente por Derek Ward, então por Glenn Cornick. Riley também desistiu e foi substituído por Neil Smith. O grupo gravou três músicas no Regent Sound Studios, na Denmark Street, em Londres, em abril de 1967, e apareceu no clube The Marquee em junho.

 

Em novembro, a banda se mudou para a área de Londres, se instalando em Luton. Assinaram um acordo de gerenciamento com Terry Ellis e Chris Wright e substituíram Smith pelo guitarrista Mick Abrahams, mas rapidamente perceberam que se sustentar como uma banda de 7 integrantes era financeiramente impraticável, e o grupo se separou. Anderson, Abrahams e Cornick decidiram ficar juntos, chamando o amigo de Abrahams, Clive Bunker, na bateria e se tornando uma banda de blues britânica. Cornick lembrou que, embora Evan tivesse partido, a banda concordou que ele era bem-vindo quando quisesse. Como o único membro que não tinha família próxima, Anderson morava em uma quitinete, “à beira da fome” e trabalhou como um limpador para o Luton Ritz Cinema para pagar o aluguel. O Jethro Tull se formou oficialmente em 20 de dezembro.

O resto é história… e fica pra outro dia… Porque, você sabe, todo dia é histórico.

A assinatura “Aqualung”:

Fontes e +MAIS:

– jethrotull.com

– Wikipedia

– Wikipédia

– rollingstone.com

– allmusic.com

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.