Morre Walter Lantz, o criador do Pica-Pau

Há 20 anos… dia 22 de março de 1994.

22mar14

“Eu nunca fiz desenho para determinada faixa etária. Apenas tentei fazer desenhos divertidos. É por isso que eles continuam passando e também fazem tanto sucesso em países estrangeiros.”

Sim, Walter, eles continuam passando e também fazem muito sucesso fora dos Estados Unidos, sua terra natal. O Brasil adora o Pica-Pau, por exemplo, a sua mais famosa criação. E também gosta do Andy Panda, do Zeca Urubu, do Leôncio!

Walter Benjamin Lantz nasceu em 27 de abril de 1899, na cidade de New Rochelle, em Nova York. Filho de pais italianos – Francesco Paolo Lantz (originalmente Lanza) e Maria Gervasi -, sempre mostrou interesse em arte e em desenho, em especial o personagem Gertie, o Dinossauro, de Winsor McCay.

Jovem, trabalhava como mecânico quando foi abordado por um cliente rico chamado Fred Kafka, que gostou dos desenhos pendurados na parede da oficina. Gostou tanto que pagou os estudos de Lantz na Art Students League, de Nova York. Kafka também o ajudou a arranjar um novo emprego, como office boy no jornal New York American. Lantz trabalhava de manhã e estudava de noite.

Pouco depois, já estava em um estúdio de animação, com apenas 16 anos de idade. Mudou de estúdio, começou a produzir os próprios desenhos e foi crescendo. Em 1928, Lantz foi contratado pela Universal como diretor do desenho Oswaldo, o Coelho Sortudo, personagem “roubado” de Walt Disney.

Em setembro de 1929, lançou o primeiro desenho, o episódio  “Race Riot”, com o Coelho Oswaldo. Seis anos depois, Lantz ficou com parte dos estúdios da Universal, mas resolveu se tornar um produtor independente.

No entanto, precisava de um novo personagem. Para a temporada de 1939-1940, pensou e criou alguns projetos e acabou ficando com Andy Panda.

Em 1940, Lantz se casou com a atriz Grace Stafford. Durante a lua-de-mel, um insistente pica-pau atrapalhou o sono do casal, bicando o telhado da casa sem parar. Grace sugeriu ao marido que pensasse em um personagem inspirado no passarinho. Cético, ele fez um esboço e resolveu incluir a nova figura em um curta do Andy Panda, chamado “Knock Knock” (“Pica-Pau ataca novamente”, no Brasil).  A estreia do Pica-Pau aconteceu em novembro de 1940.

A nova criação se torna um sucesso.

Dez anos depois, Lantz buscava uma nova voz para o Pica-Pau, por causa de imbróglio de direitos e etc.. Grace se ofereceu para fazer, mas Lantz não aceitou, já que o personagem era macho. A esposa então mandou uma gravação anônima para o estúdio. Sem saber que era a dela, o desenhista elegeu a voz como a nova do Pica-Pau!

Com nova voz, o personagem ganhou um ar mais bonitinho, diferente da feição amalucada dos anos 1940. Grace fez o Pica-Pau até o final, em 1972.

Lantz se aposentou e viveu do dinheiro de imóveis e licenciamento de sua mais famosa criação.

Morreu em 22 de março de 1994, aos 94 anos, vítima de insuficiência cardíaca.

Veja documentário sobre Walter Lantz e o Pica-Pau:

Fontes:

Wikipedia

IMDb

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s