Cruzeiro é a nova moeda do Brasil

Há 75 anos… dia 5 de outubro de 1942.

Segundo a Wikipédia, o grande Machado de Assis foi o idealizador do nome da futura moeda, que nasceria em 5 de outubro de 1942, por decreto de Getúlio Vargas:

“Em crônica de 1889, publicada no jornal Gazeta de Notícias, Machado de Assis propunha que o Brasil tivesse uma ‘moeda batizada’.

Tem a Inglaterra a sua libra, a França o seu franco, os Estados Unidos o seu dólar, por que não teríamos nós nossa moeda batizada? Em vez de designá-la por um número, e por um número ideal — vinte mil-réis — Por que lhe não poremos um nome — cruzeiro — por exemplo? Cruzeiro não é pior que outros, e tem a vantagem de ser nome e de ser nosso. Imagino até o desenho da moeda; e de um lado a efígie imperial, do outro a constelação… Um cruzeiro, cinco cruzeiros, vinte cruzeiros. Os nossos maiores tinham os dobrões, os patacões, os cruzados, etc., tudo isto era moeda tangível; mas vinte mil-réis… Que são vinte mil-réis? Enfim, isto já me vai cheirando a neologismo. Outro ofício.”

Ainda segundo a enciclopédia digital, o economista Carlos Inglês de Sousa foi outro, já em 1926, a defender a nova moeda, com o nome proposto por Machado.

Somente na década de 1940, porém, que a ideia do escritor se tornou realidade. O decreto-lei 4.791, assinado há 75 anos, instituiu o Cruzeiro como moeda oficial do País.

DECRETO-LEI Nº 4.791, DE 5 DE OUTUBRO DE 1942

 

Institui o Cruzeiro como unidade monetária brasileira, e dá outras providências.

 

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, usando da atribuição que lhe confere o art. 180 da Constituição,

 

DECRETA:

 

Art. 1º A unidade do sistema monetário brasileiro passa a ser o Cruzeiro.

 

  • 1º A centésima parte do Cruzeiro denominar-se-á Centavo.

 

  • 2º As importâncias em dinheiro, qualquer que seja o seu valor, escrever-se-ão precedidas do símbolo Cr$.
  • 3º O Cruzeiro corresponderá ao mil réis.

O Cruzeiro reinou até fevereiro de 1967, quando foi substituído pelo Cruzeiro Novo. A moeda voltaria em maio de 1970, permanecendo até fevereiro de 1986. Retornou novamente no governo Collor e depois morreu.

Mas essas histórias ficam pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

História da Moeda:

Fontes e +MAIS:

– camara.leg.br

– Wikipédia

– seuhistory.com

– Acervo Estadão

– acervo.estadao.com.br

– acervo.oglobo.globo.com

– blogdabn.wordpress.com

– moedasdobrasil.com.br

– apcontabilidade.com.br

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s