Musical “West Side Story” estreia na Broadway

Há 60 anos… dia 26 de setembro de 1957.

“A estreia foi exatamente como nós sonhávamos. Valeu a pena toda a luta e as mudanças, bem como as inúmeras vezes em que tudo foi reescrito. Havia a história de amor e ódio, os riscos da sua interpretação teatral com temas como a morte e os problemas raciais, os jovens atores desconhecidos e a música séria com coreografia difícil, mas valeu a pena para o público e para a crítica. Estou orgulhoso e honrado de fazer parte desta produção.”

O compositor e maestro Leonard Bernstein estava eufórico. Não era para menos. A grande première havia sido um sucesso.

“West Side Story” – “Amor, Sublime Amor” por aqui – tinha chegado para ficar.

Hoje, 60 anos após a estreia na Broadway, permanece como um dos musicais mais aplaudidos, com montagens atrás de montagens.

Inspirada no clássico Romeu e Julieta, a história foi repaginada com perspicácia por Bernstein (música), Jerome Robbins (coreografia) e Stephen Sondheim (texto) para a Nova York do século 20.

Em vez dos Capuletos e dos Montecchios, o arquétipo do amor juvenil tem os “velhos” americanos e os novos imigrantes, vindos de Porto Rico em busca do sonho da América.

Foram duas temporadas na Broadway, com 772 apresentações. Quatro anos depois, o musical foi para as telonas do cinema. Também virou clássico.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Compilação com cenas da montagem original:

Fontes e +MAIS:

– Wikipedia

– Wikipédia

– westsidestory.com

– dw.com

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s