Bob Dylan grava “Blowin’ in the Wind”

Há 55 anos… dia 9 de julho de 1962.

Certa vez, Bob Spitz, biógrafo dos Beatles e do próprio Bob Dylan disse que “Blowin’ in the Wind” talvez seja a única música da década de 1960 lembrada daqui a cem anos.

Possivelmente, um exagero do escritor. Para ficarmos somente no protagonista de hoje, “Like a Rolling Stone” merecerá recordação lá na frente.

O que talvez Spitz estivesse querendo ressaltar fosse o aspecto mais latente da canção gravada por Dylan há exatos 55 anos: a atemporalidade. Especialmente, claro, da letra.

Uma das tantas canções-símbolo da luta por direitos civis nos Estados Unidos, “Blowin’ in the Wind” atravessa o tempo ganhando cada vez mais sentido, mais sabedoria.

Ontem, hoje, amanhã.

Se os versos estão vivos e nos fazem pensar em 2017, decerto farão enorme sentido em 2063, por exemplo, quando completará um século de lançamento. E o ouvinte do futuro será tocado pelas questões retóricas do jovem Bob Dylan.

Em 9 de julho de 1962, o trovador de Minnesota entrou nos estúdios da Columbia em Nova York e imortalizou um hino. Simples, direto, puro. É Dylan, o violão e a harmônica. Nada mais.

“O vocal é feito com o mínimo de exagero e nenhuma variação na dinâmica: Dylan canta as nove perguntas como se tivessem acabado de acontecer com ele…”, escreveu Jasper Rees, em texto do Independent de 1993 – link abaixo.

A resposta?

Está no vento.

“Blowin’ in the Wind” de Bob Dylan é eterna.

How many roads must a man walk down

Before you call him a man?

Yes, ’n’ how many seas must a white dove sail

Before she sleeps in the sand?

Yes, ’n’ how many times must the cannonballs fly

Before they’re forever banned?

The answer, my friend, is blowin’ in the wind

The answer is blowin’ in the wind

 

How many years can a mountain exist

Before it’s washed to the sea?

Yes, ’n’ how many years can some people exist

Before they’re allowed to be free?

Yes, ’n’ how many times can a man turn his head

Pretending he just doesn’t see?

The answer, my friend, is blowin’ in the wind

The answer is blowin’ in the wind

 

How many times must a man look up

Before he can see the sky?

Yes, ’n’ how many ears must one man have

Before he can hear people cry?

Yes, ’n’ how many deaths will it take till he knows

That too many people have died?

The answer, my friend, is blowin’ in the wind

The answer is blowin’ in the wind

“Blowin’ in the Wind”, ao vivo:

Fontes e +MAIS:

– bobdylan.com

– Wikipedia

– Wikipédia

– songfacts.com

– rollingstone.com

– independent.co.uk

– chimesfreedom.com

– alldylan.com

– gvshp.org

– songlyrics.com

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s