Lakers conquistam o primeiro título para Los Angeles

Há 45 anos… dia 7 de maio de 1972.

“Depois de anos de frustração, os Lakers finalmente ganharam um campeonato da NBA, o primeiro da equipe em Los Angeles e o primeiro para a franquia desde 1954”, diz trecho do especial sobre aquela conquista mais do que especial, de um timaço muito especial.

Uma taça que começou com a chegada de Bill Sharman. Quatro vezes campeão como jogador dos Celtics, se tornou treinador em 1961 e, dez anos mais tarde, desembarcou em Los Angeles para assumir os Lakers.

Uma franquia que amargava incômodo jejum de títulos (17 anos, para ser preciso), batendo na trave em sete finais desde a chegada à cidade na Califórnia, em 1960. Em 1969 e 1970, com derrotas doídas no jogo 7, contra Celtics e Knicks, respectivamente. A agonia de torcida, jogadores e dirigentes só aumentava.

“Fred, eu quero que você me traga o melhor treinador dos Estados Unidos”, pediu Jack Kent Cooke, dono dos Lakers à época, para o diretor-geral Fred Schaus, lembra Bill Bertka, uma lenda da História da franquia, que trabalhou com quase todos os técnicos e hoje é consultor e scout.

A resposta foi Sharman, um talentosíssimo ex-jogador e um então inovador treinador. “Bill Sharman foi um inovador de muitas coisas. Ele introduziu o uso de vídeos para estudar as outras equipes, ele criou o conceito de ‘shootarounds’, ainda usado hoje, e era um defensor ferrenho do alongamento”, recorda Bertka.

Com a nova filosofia, o treinador montou uma máquina de vencer. Mesmo sem um dos craques do time, Elgin Baylor, que se aposentou após apenas 9 jogos da temporada regular, por problemas físicos e pela idade (quase 38), e com outros destaques já acima de 30 anos, como Wilt Chamberlain e Jerry West, Sharman reformulou o estilo e transformou os Lakers em um conjunto quase imbatível.

Chamberlain, aliás, se beneficiou demais com a chegada do comandante, modificando sua maneira de jogar, principalmente defensivamente. Por sua vez, a mudança do central fez com que West e Gail Goodrich, os armadores, crescessem em quadra.

Os números escancaram a importância do trio na conquista em cima dos Knicks, em 5 jogos, o último há exatos 45 anos, 114 a 100, no The Forum de Los Angeles. Chamberlain teve média de 19.2 rebotes por jogo, enquanto West deu 9.7 assistências, além de média acima de 25 pontos por partida, mesma marca de Goodrich.

Foram 69 vitórias na temporada regular, com direito a recorde de 33 vitórias seguidas. Imbatível até hoje.

O anel de 1971-1972 é, sem dúvida, um dos mais brilhantes da História dos Lakers.

Um novo hiato se faria presente, encerrado por um tal de Magic Johnson, em 1980, dando início ao período conhecido como “Showtime”, a doce década de 1980, na qual mais 5 anéis seriam conquistados.

Mas essas histórias ficam pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Documentário “Touched By Gold”:

Fontes e +MAIS:

– nba.com

– Wikipedia

– basketball-reference.com

– bleacherreport.com

– landofbasketball.com

– balanacesta.blogosfera.uol.com.br

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s