Costa e Silva toma posse como segundo líder da ditadura militar

Há 50 anos… dia 15 de março de 1967.

Sai marechal, entra marechal.

Sai militar, entra militar.

Portanto, senhoras e senhores, não dá pra chamar de presidente.

E “líder” é eufemismo pra ditador, mesmo.

Fosse corajoso e honesto com si mesmo, o Brasil já teria se havido, de fato, com o triste passado recente, a exemplo do que fizeram todos os países da América do Sul.

Cinquenta anos atrás, mais um capítulo da ditadura militar brasileira se iniciava.

Mais um da “página infeliz de nossa história”, como cantou Chico.

Saiu Castello Branco, entrou Costa e Silva.

Abaixo, trechos do discurso de posse selecionados por este escriba.

O texto completo está no link do Senado, lá embaixo.

Como se sabe, foi sob o comando de Costa e Silva o Ato Institucional nº 5 – já esmiuçado em texto de 2013.

Depois dele, veio Médici e A Ditadura Escancarada, como definiu Elio Gaspari.

Mas essa página fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Trechos do discurso:

(…)

Tivemos de promover uma Revolução, e o fizemos conscientes de que não havia outro meio de evitar que o País mergulhasse no caos. A tanto equivaleu a tentativa de impor ao povo sistema de vida e estilos de comportamento incompatíveis com a linha do seu passado, os interesses do seu presente, a vocação do seu futuro.

Quando pregamos a continuidade da Revolução, o que Pretendemos significar é o imperativo de manter-lhe as inspirações e assegurar-lhe os ideais, para que ela não seja mais um episódio perdido no curso da nossa História.

A Revolução teve profundas origens populares, num grandioso movimento cívico, que levou às ruas e às praças homens e mulheres, jovens e velhos, dispostos a lutar por Deus e pela Nação, com a solidariedade de todas as classes sociais, de todos os democratas e o apoio unânime e decisivo das Forças Armadas.

Revolução, em verdade, e não golpe de Estado, que visasse tão-somente a substituir um homem por outro ou por outra uma facção política.

Revolução, e não motim militar, pois as Forças Armadas, que também vêm do povo, com o povo se irmanaram em defesa dos mesmos ideais.

O movimento de março de 1964 foi, portanto, um compromisso com a democracia, e a candidatura, que hoje consagrastes, é inegavelmente dotada de atributos democráticos. O que torna militar uma candidatura não é a pessoa do candidato, mas as origens dessa mesma candidatura.

(…)

Meus intuitos democráticos e minha preocupação com a ordem constitucional não podem ser postos em dúvida.

(…)

O mais valioso trabalho da Revolução, no governo do insigne estadista Presidente Castello Branco, foi a ruptura de uma crosta impermeável à renovação por uma luz nova tocada do que denominarei humanismo social.

Essa obra prosseguirá. A colaboração que espero corresponderá o direito de opinião de todas as classes nos concílios do Governo, por intermédio de órgãos apropriados.

A democracia não é uma transcendência. É uma vocação humana, e sua raiz mais funda está no instinto de liberdade. Todo poder político tem origem popular e essa origem é a só razão que pode legitimá-lo.

A Revolução reconhece essas verdades e as tem entre os seus postulados.

Como um dos seus chefes e por ela responsável no Governo, trabalharei intensamente por mantê-las bem alto e defendê-las ardorosamente lado a lado com os demais princípios que constituem a carta de guia da Revolução.

Dizia o Padre Vieira que “para acertar só existe um caminho e são infinitos os caminhos para errar”. Mercê de Deus, o Brasil encontrou o seu caminho, depois de haver pisado tantos descaminhos.

A posse de Costa e Silva:

Fontes e +MAIS:

– Acervo Folha

– Acervo Estadão

– Wikipédia

– senado.leg.br

– educacao.uol.com.br

– fotospublicas.com

– presidentes-do-brasil.info

– memorialdademocracia.com.br

– memoriasdaditadura.org.br

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s