Vasco conquista título inédito da Copa São Paulo

Há 25 anos… dia 25 de janeiro de 1992.

Vasco conquista título inédito da Copa São Paulo

Caetano, Pimentel, Tinho, Alex Pinho, Leandro Ávila e ele, Valdir Bigode! (Sem esquecer de Edmundo, Yan e Gian…).

Essa era a base do time do Vasco campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, há exatos 25 anos.

Título inédito e único até hoje.

Na decisão, os comandados de Gaúcho superaram o São Paulo do técnico Oscar Bernardi e de Mona, Pavão, Sérgio Baresi, Pereira, Catê e Toninho – muitos desses jogadores estariam no Expressinho, campeão da Copa Conmebol 1994.

Antes da disputa no Pacaembu, Vasco e São Paulo já tinham medido forças na primeira fase daquela Copinha, em jogo no CT da Barra Funda. O resultado foi o mesmo da final: 1 a 1. Pedro Alexandre anotou o gol do São Paulo e Valdir, sempre ele, fez o tento vascaíno.

Valdir, aliás, abriria o placar no confronto no dia do aniversário da cidade de São Paulo, de cabeça, aos 43min do primeiro tempo, após falha do goleiro Alexandre – que morreria tragicamente em acidente de carro, naquele mesmo ano. Andrei deixou tudo igual, aos 20min da etapa final.

Na decisão por pênaltis, o cruzmaltino se sobressaiu, sem desperdício de cobrança: Vítor, Tinho, Leandro Ávila, Vianna e Fábio marcaram. Pelo São Paulo, Mona abriu com um chute para fora. Depois, Doriva, Pereira e Gilmar anotaram, em vão. Placar final: Vasco 5 a 3.

Uma campanha de 4 vitórias, 3 empates e apenas 1 derrota (na primeira fase, 3 a 0 para o Bahia), com 13 gols marcados e 6 gols sofridos.

Barba, Cabelo e Bigode! É verdade, Valdir foi o artilheiro da Copinha de 1992, com 8 gols.

Ele, Pimentel e Cia. fariam parte da espinha dorsal do time tricampeão estadual – 1992, 1993 e 1994.

Mas essas histórias ficam pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Em tempo1: Edmundo, Yan e Gian participaram da campanha campeã, mas não jogaram a final, pois estavam concentrados para a estreia do Brasileirão (uma goleada por 4 a 1 sobre o Corinthians, no mesmo Pacaembu!).

Em tempo2: Santa Cruz e Santa Tereza-MG foram as surpresas daquela Copinha. O time pernambucano chegou nas quartas de final, fase em que acabou eliminado pelo vice São Paulo. O destaque foi um atacante canhoto chamado Rivaldo. Já os mineiros acabaram na terceira colocação, parando na semi contra o Vasco.

Em tempo3: A nota triste daquela edição ficou por conta da morte do torcedor Rodrigo de Gásperi, de apenas 13 anos. Na semifinal entre São Paulo e Corinthians, ele foi atingido por uma bomba caseira. Acabou falecendo alguns dias depois, por conta de lesões cerebrais.

Melhores momentos, gols e pênaltis finais:

Os gols e os pênaltis:

Fontes e +MAIS:

– Acervo Folha

– Wikipédia

– vasco.com.br

– ocuriosodofutebol.com.br

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s