Pink Floyd termina a produção da capa de Animals

Há 40 anos… dia 4 de dezembro de 1976.

Pink Floyd termina a produção da capa de Animals

Chico inventou o “boi voador”.

O Pink Floyd, o “porco voador”!

Quatro décadas atrás, foi terminada a produção da capa de Animals, décimo álbum de estúdio dos britânicos. Uma verdadeira odisseia de 3 dias, com histórias surreais que até parecem lendas, ainda mais em se tratando de Pink Floyd, um livro inesgotável de capítulos fantásticos.

Nesse caso, não. As histórias aconteceram, de fato. Deixemos, porém, alguém que esteve lá contar tudo…

Com a palavra, Aubrey Powell, cofundador da Hipgnosis, o estúdio por trás de (quase) todas as capas do Pink Floyd, em entrevista para o blog do guia Time Out de Londres: 

Conte história da capa do álbum ‘Animals’.

Roger Waters me ligou um dia e disse: “Estou pensando em fazer algo com a Battersea Power Station” – ele morava perto e podia vê-la de sua janela. Naquela época, ainda estava em pleno funcionamento, com vapor saindo das chaminés. A banda tinha acabado de ter um porco inflável construído para uma turnê. Roger e eu olhamos para a Estação, e dissemos: “vamos colocar o porco pra voar entre as chaminés”. Foi isso.

Mas a sessão de fotos não foi bem planejada, não é?

Naquele dia estava o céu mais incrível, bem Turner. Mas, por alguma razão, o porco não estava inflando. De qualquer maneira, tirei fotos da usina, porque o céu estava sensacional. Depois, eles conseguiram inflar o porco e içá-lo entre as duas chaminés. Estava tudo pronto quando a corrente quebrou e o porco subiu até 20.000 pés (mais de 6 km), terminando bem no centro do tráfego aéreo de Heathrow. Então, os membros do Pink Floyd se mandaram dali.

Bem pensado. O que aconteceu então?

Todos os vôos de Heathrow foram cancelados, e eu fui preso. Nós colocamos um anúncio no rádio, pedindo para que as pessoas olhassem para fora de casa por um porco rosa inflável de  40 pés (12 m), e a RAF (Royal Air Force, Força Aérea Britânica) mandou uma frota para procurá-lo. Às 21h30, um homem telefonou. Era um fazendeiro de Kent, com um sotaque forte. Ele disse: “Você é o cara procurando um porco? Está assustando minhas vacas até a morte em meu pasto”. Foi notícia de primeira página: Pink Floyd não poderia ter uma melhor publicidade nem se eles tentassem.

E você conseguiu o a foto depois.

O pessoal de Battersea nos deixou voltar, mas nós tivemos que chamar um franco-atirador no caso de o porco voasse novamente. No dia em que finalmente fotografamos o céu não estava tão impressionante como tinha sido, então eu adicionei o porco na foto do primeiro dia. Na verdade, é uma fotografia completamente montada.

Sem palavras.

Que história!

Bem, no site oficial do Pink Floyd e nos outros links abaixo tem alguns detalhes a mais sobre aqueles três dias.

Ah, o porco da capa de Animals tinha nome: Algie.

O álbum seria lançado em 23 de janeiro de 1977 no Reino Unido, em evento na própria Battersea Power Station. Dessa vez, sem Algie!

Mas a gente conta toda essa história em outro dia… Porque todo dia é histórico.

Imagens da produção da capa:

Fontes e +MAIS:

– pinkfloyd.com

– Wikipedia(1)

– Wikipedia(2)

– batterseapowerstation.org.uk

– ultimateclassicrock.com

– classicrockhistory.com

– feelnumb.com

– therockfile.wordpress.com

– treehugger.com

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s