Rolling Stones lançam Tattoo You

Há 35 anos… dia 26 de agosto de 1981.*

Rolling Stones lançam Tattoo You

A reflexão sobre como os anos 1980 foram implacáveis para muitos dos pesos-pesados da música pop, aqui e d’álem mar, é deveras interessante, mas extensa. Dá uma boa tese de mestrado. Quem sabe o Daniel Setti, amigo, colaborador do efemérides e apreciador do tema, não a escreva um dia. #ficaadicadani!

Sobreviventes dos anos de ouro do rock, os Stones também não escaparam da supracitada patinada criativa durante os 80’s. Naquela altura do campeonato, porém, eles possuíam um antídoto que, talvez, tenha sido o sustentáculo para a própria existência (e para a futura longevidade). Mais do que uma simples banda, eles funcionavam – quase à perfeição – como uma verdadeira holding.

A história por trás de Tattoo You é exemplar de ambas as teses – tanto a implacabilidade da década chamada de perdida, quanto a organização empresarial que transformou o grupo britânico.

Segundo álbum da década – 16º da carreira -, a sequência do criticadíssimo Emotional Rescue (de 1980) é uma colcha de retalhos, um catadão de composições concebidas ao longo da década de 1970.

Mick e Keith estavam naquela fase de se estranhar, brigados, e aí não tinha ninguém pra compor coisa nova. O jeito foi recorrer ao passado recente.

Mas, peraí, éfemello, então por que os Stones lançaram um novo álbum? – questiona o atento leitor. Simples: o cofre da lojinha tinha de encher de novo (olha a holding aí!). E, no showbiz, como você ganha a bufunfa? Na estrada, claro. Show, show e mais show. Então, start me up!

Deixa o “Keef” explicar…:

“A história de Tattoo You é a seguinte: a gente parou de escrever coisas novas e tínhamos pouco tempo. Concordamos que cairíamos na estrada e queríamos um álbum para a turnê. Não havia tempo para fazer um disco novo e iniciar a turnê”, contou o guitarrista principal da banda, em entrevista de 1993.

Bom, dito isso, o álbum é bom pra caramba! Tem participações ilustríssimas, de nomes gigantes da música, como Pete Townsend, Billy Preston e Sonny Rollins, mito do saxofone.

Além de “Start Me Up”, talvez o último grande hit dos Stones, destacaria o rock aceleradinho “Hang Fire”, faixa meio esquecida na carreira deles, as baladinhas “Worried About You” e “Tops” e, por fim, mas não menos importante – muito ao contrário! -, a linda e melódica “Waiting On a Friend”, que fecha o álbum.

Mas deixa a história desta última pra outro dia (quem sabe, 30 de novembro, data dos 35 anos de lançamento do single!)… Porque todo dia é histórico.

* Você deve ter percebido que muitos sites colocam o 24 de agosto como data de lançamento de Tattoo You. O blog se ancora na Rolling Stone e no New York Times. E viva os Stones!

Tattoo You:

Fontes e +MAIS:

– Wikipedia

– Wikipédia

– rollingstones.com

– rollingstone.com

– ultimateclassicrock.com

– timeisonourside.com

– classicrockreview.com

– vagalume.com.br

– nme.com

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s