Atentado mata duas pessoas na Olimpíada de Atlanta

Há 20 anos… dia 27 de julho de 1996.

Atentado mata duas pessoas na Olimpíada de Atlanta

“Uma bomba caseira cravada com pregos e parafusos quebrou hoje o clima dos Jogos Olímpicos, transformando uma celebração internacional de esporte e comunhão em um símbolo do lado escuro da vida moderna. 

A bomba caseira – ou as bombas caseiras – explodiu às 01:25 da manhã, em um canto cheio de gente no Centennial Olympic Park, matando Alice S. Hawthorne, 44 anos, de Albany, Ga., e ferindo pelo menos 111 pessoas. Um cinegrafista da televisão turca morreu de ataque cardíaco enquanto corria em direção ao local da explosão”.

Em dois parágrafos, Kevin Sack resume os acontecimentos de 27 de julho de 1996, em Atlanta. O texto da época, publicado no New York Times, oferece o panorama completo sobre o triste atentado que matou 2 e feriu 111 na capital do estado da Geórgia.

Um corte seco e profundo no 9º dia da grande celebração mundial do esporte, os Jogos Olímpicos.

“A partir do início da madrugada, nenhuma prisão foi feita. Mas autoridades federais disseram que estavam começando a suspeitar que o bombardeio foi um caso de terrorismo doméstico, com base em gravações de um aviso pelo número 911, aproximadamente 30 minutos antes de a bomba explodir, além de outras provas não especificadas”, continuava a reportagem.

Sim, tratava-se de terrorismo doméstico. E de uma pessoa só, como se soube depois. Eric Robert Rudolph seria detido somente em 2003, após realizar mais uma série de atentados no Sul dos Estados Unidos. Rudolph acabou confessando todos os crimes e foi condenado a prisão perpétua.

À época de Atlanta, o FBI entrou na investigação e houve suspeita sobre Richard Jewell, um segurança que estava no local quando a bomba explodiu. A mídia americana, aliás, quase condenou antecipadamente o pobre Jewell. Ele seria absolvido de qualquer acusação meses depois.

No mote “the show must go on”, os Jogos Olímpicos de Atlanta não pararam e seguiram até o encerramento, em 4 de agosto.

Cinco anos depois, os Estados Unidos e o mundo viveriam o 11 de setembro.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Reportagem da CNN mostra momento da explosão da bomba:

Fontes e +MAIS:

Wikipedia

history.com

Acervo Folha

Acervo Estadão

nytimes.com

edition.cnn.com

news.bbc.co.uk

globotv.globo.com

operamundi.uol.com.br

bbc.com

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s