Brasileiro Mauro Ribeiro vence etapa do Tour de France

Há 25 anos… dia 14 de julho de 1991.

Brasileiro Mauro Ribeiro vence etapa do Tour de France

“Dia 14 de julho. Comemoração, para os franceses, da queda da Bastilha, início da Revolução Francesa. O mesmo dia 14 de julho, mas mais de 200 anos depois: 1991. Data da minha revolução como atleta.” 

Assim Mauro Ribeiro inicia o relato pessoal de um dos maiores feitos de sua carreira: vencer uma etapa de Tour de France, a maior prova do ciclismo profissional de estrada. A primeira e única vitória brasileira na Volta da França.

Era a 9ª etapa da edição de 1991, um percurso plano entre as cidades de Alençon e Rennes, no Noroeste da França. A RMO, equipe de Mauro Ribeiro, não estava bem na prova, e ficou decidido que era hora de arriscar, partir para o tudo ou nada.

Bom, deixa o próprio contar como foi aquele dia inesquecível:

“Quando faltavam 40 km para o término daquela etapa (num total de 168 km), em uma fuga, um grupo de 16 ciclistas conseguiu se destacar do pelotão. Eu era um deles, me mantive com eles até ficarmos a 1,5 km da chegada. 

O Johan Bruyneel (equipe Loto) estrategicamente tentou um descolamento do pelotão, neste mesmo momento a equipe Toshiba, que precisava de uma vitória, acabou usando uma tática de revezamento que o neutralizou. Quando isso aconteceu, quando eles se olharam, eu aproveitei o momento e saí. Consegui uma vantagem de 40 m faltando 400 m para o final da prova. Eu via a marcação regressiva: 350 m, 300 m, 250 m… Uma hora, eu olhei por baixo do braço e disse para mim mesmo: “é agora”. 

Em 1991, ainda nenhum brasileiro havia terminado o Tour ou ganhado alguma etapa. Atualmente ciclistas brasileiros continuam aspirando à uma vitória como essa. 

Naquele dia, nem consegui subir ao pódio. Mas isso nem importava mais. A imprensa, o público, a emoção. Tudo me tomava.”

Há 25 anos, Mauro Ribeiro entrou para a história do ciclismo brasileiro e mundial. Um lugar do qual nunca sairá. “Ganhar uma etapa do Tour de France significou entrar para um time de elite entre os ciclistas. Você passa a fazer parte daquele conjunto de peças que não pode mais faltar. Eu já tinha sido campeão mundial, tinha vencido provas importantes, realizado outros feitos profissionais. Mas nada era como aquilo”, diz, em seu depoimento.

Ao final, ele relembra um episódio curioso no retorno à cidade onde residia. “Dias depois, de volta à Grenoble, a cidade onde eu morava no sudoeste da França desde 1986, tudo já parecia passado. Saí para tomar um café num bar onde costumava ir. Na hora de pagar, o dono não deixou: ‘esse é por conta da casa, em homenagem à sua vitória no Tour’. Aquele café ficou entre os troféus que guardei daquela corrida.”

Quatro anos depois, Mauro Ribeiro conquistaria a medalha de bronze na prova dos 400m por equipe nos Jogos Pan-americanos de Mar Del Plata, na Argentina.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

A etapa completa:

Fontes e +MAIS:

Acervo Folha

Wikipedia

letour.fr

mauroribeirosports.com.br

marciomay.com.br

bikegiro.com.br

br.rfi.fr

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s