Felipão estreia na seleção brasileira com derrota

Há 15 anos… dia 1º de julho de 2001.

Felipão estreia na seleção brasileira com derrota

Marcos; Cris, Antônio Carlos e Roque Júnior; Cafu, Emerson, Juninho Paulista, Rivaldo e Roberto Carlos; Élber e Romário.

Marcos; Lúcio, Edmílson e Roque Júnior; Cafu, Gilberto Silva, Kléberson, Ronaldinho Gaúcho e Roberto Carlos; Rivaldo e Ronaldo.

Exatos 365 dias separam a primeira da segunda escalação.

Da estreia na seleção brasileira para a final contra a Alemanha, 5 jogadores sobreviveram entre os titulares de Luiz Felipe Scolari para contar história, para fazer História. Dos 22 convocados iniciais, somente 9 foram para Coreia do Sul e Japão.

Em apenas 1 ano, Felipão forjou o time pentacampeão do mundo. A famosa Família Scolari.

A estreia, em 1º de julho de 2001, teve Romário convocado e capitão. O último jogo oficial do Baixinho com a camisa amarela. O novo técnico e o velho atacante trocaram juras de amor e de fidelidade nos dias de preparação para a partida contra o Uruguai, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2002.

Em campo, tanto o esquema 3-5-2 quanto Romário decepcionaram. O camisa 11 teve chance de cabeça logo nos primeiros minutos, mas testou em cima do goleiro Carini. A produção ofensiva da seleção foi pífia, mesmo com as entradas de Euller e Jardel (!).

A verdade é que os mais de 60 mil presentes no estádio Centenário viram a seleção uruguaia comandar as rédeas do duelo. Aos 33 minutos, Álvaro Recoba arrancou desde o grande círculo para ser parado por Cafu somente dentro da grande área. Pênalti que o cabeludo Magallanes cobrou com categoria, no canto direito de Marcos. Na comemoração, reggae e Bob Marley!

Bem fiel ao seu estilo, o treinador estreante tirou a culpa dos jogadores e chamou a responsabilidade. “Não muda nada a minha expectativa com relação ao grupo que convoquei e aos jogadores que utilizei. Eles não os decepcionaram [o torcedor]. Eu os decepcionei no primeiro jogo, mas tenho muitos outros pela frente”, disse Scolari, à Folha.

Ele teve mais 26 duelos pela frente em sua primeira passagem pela seleção brasileira (20 vitórias, seis derrotas e apenas um empate). Depois do início hesitante, com duas derrotas e eliminação trágica para Honduras na Copa América da Colômbia, ajustou o time, que se classificou e acabou levando a taça na Copa de 2002. Com a fundamental presença de Ronaldo, claro. E sem Romário, alijado da Família logo após a estreia, por problemas extracampo.

Luiz Felipe Scolari reassumiria a seleção em novembro de 2012 e… bem, deixa pra lá!

Ou melhor: fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Melhores momentos do jogo:

Fontes e +MAIS:

Acervo Folha

Acervo Estadão

folha.uol.com.br

– Livro Todos os jogos do Brasil, de vários autores

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s