Vasco é campeão da Copa do Brasil

Há 5 anos… dia 8 de junho de 2011.

(Clique para ampliar!)

Em 2006, o doído vice, em duas derrotas para o rival Flamengo.

Cinco anos depois, com time azeitado, um misto de jovens e experientes jogadores, a conquista veio. Meia década atrás, o torcedor vascaíno celebrou o título da Copa do Brasil, primeiro e (até agora) único troféu do torneio na vasta galeria cruzmaltina.

Uma campanha sólida de 11 jogos, 5 vitórias, 5 empates e apenas 1 derrota, justamente no duelo final, contra um Coritiba que vendeu muito caro e valorizou o triunfo do time de São Januário. A equipe comandada com discrição e eficiência por Ricardo Gomes anotou 20 gols e sofreu 9. Ainda teve Alecsandro entre os cinco artilheiros, cada um com 5 gols marcados.

O camisa 9, aliás, com 30 anos e passagens por Cruzeiro, Sporting (POR) e Inter, era um dos pilares de experiência do time, ao lado de Felipe, Eduardo Costa e do já rodado Diego Souza. Allan, Dedé, Anderson Martins, Ramon e Rômulo formavam a base jovem dos titulares. Pra completar, a muralha Fernando Prass no gol.

O caminho até a taça começou com goleada por 6 a 1 sobre o Comercial-MS, evitando duelo de volta no Rio. Depois, 0 a 0 com o ABC-RN, fora, e 2 a 1 em São Januário, pela 2ª fase. Nas oitavas, goleada sobre o Náutico por 3 a 0, nos Aflitos, e empate sem gols na Cidade Maravilhosa.

Nas quartas de final, o cruzmaltino encarou o Atlético-PR. Na Arena da Baixada, eletrizante empate em 2 a 2, com gols de Alecsandro e Diego Souza. Na volta, o gol salvador de Elton, aos 34 da etapa final, garantiu o empate em 1 a 1, e a classificação para as semifinais.

Sensação da competição junto com o Coritiba, o Avaí não resistiu ao talento de Diego Souza. No primeiro confronto, em São Januário, o camisa 10 teve frieza para empatar, de pênalti, aos 49 do segundo tempo. Na volta, em Florianópolis, ele sacramentou a classificação para a final com o segundo gol da vitória por 2 a 0.

A decisão foi acirrada. Em São Januário, Alecsandro fez o tento que deu vantagem para o Vasco, aos 6 minutos do segundo tempo. Em Curitiba, o camisa 9 foi importante ao abrir o placar e deixar o caminho mais difícil para o Coxa.

O time de Marcelo Oliveira até conseguiu a virada, ainda no primeiro tempo, com Bill e Davi, mas Éder Luis freou o ímpeto dos anfitriões com o empate, logo aos 12 da etapa final, em falha de Édson Bastos. Willian fez o terceiro do Coritiba, aos 21, em golaço de fora da área.

A equipe da casa tinha mais de 20 minutos para fazer o quarto e levar a taça, mas prevaleceu a raça da zaga vascaína. Os visitantes até tiveram chance de empatar e fechar a conquista de forma invicta, mas Bernardo e Alecsandro desperdiçaram.

Não importava.

O Vasco saía do purgatório da série B em 2009 para uma grande e inédita conquista dois anos depois.

Gols e melhores momentos da final:

Fontes e +MAIS:

Acervo Folha

Wikipédia

– futpedia.globo.com

– esportes.terra.com.br

– guerreirosdacolina.com.br

– mundodofutebol.net

– fichadojogo.wordpress.com

– bolanaarea.com

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s