The Troggs lançam “Wild Thing”

Há 50 anos… dia 22 de abril de 1966.The Troggs lançam "Wild Thing"

Os britânicos The Troggs foram definidos pelo mítico e influente crítico Lester Bangs como “os progenitores do punk”. De fato, os caras de Andover, na Inglaterra, influenciariam pesos-pesados do estilo, como Iggy Pop, os Ramons e os Buzzcocks.

A explosão se deu exatas cinco décadas atrás, quando o grupo lançou a sua marca registrada e maior sucesso. “Wild Thing” atingiu o número 1 nas paradas americanas, o 2º lugar nas britânicas, além de ser a #261 na lista das “500 Maiores Músicas de Todos os Tempos”, da Rolling Stone.

Mais do que tudo, ganhou versão de ninguém menos que Jimi Hendrix!

Composta por Chip Taylor, “Wild Thing” foi gravada e lançada, sem sucesso, pelos americanos The Wild Ones, em 1965. No ano seguinte, os Troggs deram nova cara à música, com direito a distorções de guitarra à Keith Richards em “Satisfaction” e até a inclusão de uma ocarina nos arranjos.

O resultado veio rápido: três meses depois de lançada, a música estava no topo do Billboard Hot100.

Os britânicos não experimentariam de novo o gostinho do estrelato com a mesma intensidade e potência de “Wild Thing”. Em 1967, “Love is All Around” entraria no top10 no Reino Unido e nos Estados Unidos, mas não atingiria o topo em nenhuma das paradas.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

“Wild Thing”:

Fontes e +MAIS:

Wikipedia

– ultimateclassicrock.com

– telegraph.co.uk

– cnn.com

– gossipbrunch.com

Um comentário sobre “The Troggs lançam “Wild Thing”

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.