Começam os Jogos Pan-Americanos de Buenos Aires

Há 65 anos… dia 25 de fevereiro de 1951.

Começam os Jogos Pan-Americanos de Buenos Aires

Tem mais Perón e “milongas argentinas” no post de hoje!

Exatos 65 anos atrás, lá estava o caudilho para abrir os Jogos Pan-Americanos de Buenos Aires, os primeiros da História. Uma competição esportiva para unir as Américas, adiada por conta da Segunda Guerra Mundial.

Mais de uma década antes, precisamente em 1940, no I Congresso Esportivo Pan-Americano, os países envolvidos decidiram pela realização da primeira edição dos Jogos, em Buenos Aires. O conflito mundial postergou o evento. Oito anos depois, em 1948, definiu-se que os Jogos seriam realizados em 1951, mantendo-se a sede na capital da Argentina.

Em 25 de fevereiro de 1951, Juan Domingo Perón e Evita, co-presidente do Comitê Organizador, prestigiaram a abertura, no estádio do Racing, também conhecido como El Cilindro ou pelo nome oficial, “Estadio Presidente Perón”.

Mais de 100 mil espectadores estiveram presentes para ver o desfile das 21 delegações. O destaque da cerimônia de abertura foi o fogo pan-americano, trazido diretamente de Olímpia, na Grécia, em voo especial das Aerolíneas Argentinas, que aterrissou no Aeroporto de Ezeiza poucas horas antes da festa.

As disputas esportivas começaram somente no dia seguinte, já que um vendaval às vésperas do início do evento destruiu vários locais de provas. Até 9 de março, mais de 2.500 atletas de 19 diferentes modalidades pelearam por medalhas.

Ao final, os anfitriões acabaram na primeira posição no quadro de medalhas, com 68 de ouro, 44 de prata e 38 de bronze (150 no total). Os Estados Unidos ficaram com o vice, angariando 95 medalhas (44 de ouro, 33 de prata e 18 de bronze). Chile e Cuba ocuparam o 3º e 4º lugares, respectivamente.

A delegação brasileira terminou na 5ª colocação, com 5 medalhas de ouro, 15 de prata e 12 de bronze (32 no total). Cento e setenta e nove (179) atletas estiveram em Buenos Aires, com destaque para Adhemar Ferreira da Silva, que trouxe na bagagem a medalha dourada no salto triplo, saltando 15,19m, um ano antes da consagração nos Jogos Olímpicos de Helsinque.

Tetsuo Okamoto foi outro atleta brasileiro bem-sucedido na Argentina e, depois, também na Finlândia. No Pan, ele levou duas medalhas de ouro, nos 400m e nos 1500m livre. Já na Olimpíada, Okamoto ficou com o bronze nos 1500m.

Eric Tinoco Marques, no pentatlo moderno, e Roberto Bueno e Gastão Souza, na classe Star da vela, fecharam a conta brasileira dos ouros. Menções honrosas também ao time masculino do basquete, que levou o bronze, igualando feito da Olimpíada de 1948, em Londres, e para a equipe de esgrima, que acabou com dois bronzes, um de Estevão Molnar, na disputa individual.

Quatro anos depois, foi a vez do México sediar os Jogos Pan-Americanos. Coube a capital Cidade do México abrigar a segunda edição da competição.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Resumo dos Jogos pela visão dos anfitriões:

Fontes e +MAIS:

Wikipédia

Wikipedia

– folha.uol.com.br

– pan.uol.com.br

– ahebrasil.com.br

– guiadoscuriosos.com.br

– cob.org.br

– espndeportes.espn.go.com

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.