Screamin’ Jay Hawkins grava “I Put a Spell on You”

Há 60 anos… dia 12 de fevereiro de 1956.

Screamin’ Jay Hawkins grava “I Put a Spell on You”

Ainda bebê, ele foi abandonado pela mãe em um orfanato.

Acabou adotado e criado por indígenas em região perto de Cleveland, Ohio, sua cidade natal.

Logo cedo, mostrou gosto pela música, aprendendo piano sozinho.

Na juventude, intercalou os estudos em uma escola de ópera com as lutas de boxe. Virou um promissor pugilista, até campeão do estado do Alaska.

Na época da Segunda Guerra Mundial, o porte físico avantajado o ajudou a mentir a idade para poder estar na linha de frente.

Quando voltou do front, desistiu da carreira na nobre arte e investiu na música. Passou por vários grupos de R&B e blues, incluindo o de Fats Domino.

Esse é um resumo da incrível biografia de Jalacy Hawkins (ou Jay Hawkins). Ao menos até 12 de fevereiro de 1956…

A partir deste dia, ele se tornaria Screamin’ Jay Hawkins, o cara de “I Put a Spell on You”.

Balada escrita em 1949 e gravada por ele em 1955, encontrou resistência dos diretores do pequeno selo Grand para ser lançada. Acabou esquecida.

Tempos depois, Hawkins, resolveu regravar, com nova pegada, e agora pela OKeh, braço da Columbia Records (hoje Sony).

Exatas seis décadas atrás, ele adentrou ao estúdio para uma jornada memorável. Ou não!

A história conta que, na chegada para gravar o single, Hawkins e os músicos se depararam com uma mesa repleta de comes e bebes. Frangos, costelas e vinho branco a granel faziam parte do cardápio. Reza a lenda que tudo fora arquitetado pelo produtor Arnold Matson.

Bem, o álcool subiu e deixou todo mundo flutuando. O resultado foi uma versão louca e definitiva para “I Put a Spell on You”.

“Eu nem me lembro da sessão! Antes, eu era apenas um cantor de blues normal. Eu era apenas Jay Hawkins. De repente, tudo se encaixou. Eu descobri que eu poderia fazer mais ‘destruindo’ uma música e gritando até a morte”, diria ele, sobre aquele 12 de fevereiro de 1956.

A canção foi o grande hit de sua carreira e, mesmo com espetacular venda do single, nunca chegou às paradas. Tudo porque muitas rádios a baniram de suas programações, alegando conteúdo sexual e macabro.

“I Put a Spell on You” ajudou Hawkins a se transformar no que ele sempre sonhara: um performer da música. Ele se tornaria inspiração para muitos futuros personagens e bandas, principalmente do rock e do heavy metal. Nomes como Alice Cooper, Black Sabbath e, mais recentemente, Marilyn Manson, que, aliás, também fez a sua versão da canção, regravada por centenas de músicos e intérpretes. E também sampleada!

As regravações mais conhecidas são a do Creedence Clearwater Revival – a preferida deste escriba – e a de Nina Simone, ambas gravadas nos anos 1960, quando outras bandas também fizeram seus registros.

Até hoje, a música é muito famosa em época de Halloween, quando todo mundo quer “colocar encantos” por aí!

A bruxaria mesmo fica por conta da data de morte de Screamin’ Jay Hawkins: exatamente em 12 de fevereiro, no ano 2000.

Mas essa coincidência bizarra fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

“I Put a Spell on You”, por Screamin’ Jay Hawkins:

Fontes e +MAIS:

Wikipedia

songfacts.com

allmusic.com

– archetypes.com

– biography.com

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.