Pink Floyd e David Bowie entram no Rock and Roll Hall of Fame

Há 20 anos… dia 17 de janeiro de 1996.

(E tem ainda The Velvet Underground e Jefferson Airplane, mas o título ficaria colossal!)…

Pois é, a classe de 1996 foi da pesada e mereceu uma noite mais do que especial no Rock and Roll Hall of Fame and Museum, em Cleveland, Ohio. Além dos já citados, Gladys Knight and the Pips, Little Willie John e The Shirelles foram outros homenageados. E mais Tom Donahue e Pete Seeger!

Billy Corgan fez longo discurso para chamar seus ídolos do Pink Floyd ao palco. Sem se esquecer de citar Syd Barrett e Roger Waters, o líder e vocalista do Smashing Pumpkins contou como os versos de “Wish You Were Here” lhe deram força para suportar a perda da avó, quando ele ainda era um adolescente.

“Quando você tem 17 anos, ‘Heaven from Hell/Blue skies from pain’ significam tudo! É por isso que acho que estou aqui: para agradecê-los. Por tudo que eles fizeram”, disse, emocionado. Depois, ele empunhou o violão para acompanhar seus heróis David Gilmour e Richard Wright justamente na imortal música que fala sobre a amizade.

Para induzir o Camaleão que ainda comove o mundo com sua recém-partida, um irrequieto David Byrne foi chamado. O líder do Talking Heads exaltou a revolução essencial realizada por David Bowie no pop e no rock. “Ele trouxe a ironia quando o rock and roll tinha se tornado autorreferente”, resumiu, finalizando com um agradecimento ao excepcional artista.

Madonna recebeu o prêmio por Bowie. A diva do pop se recordou da primeira vez em que viu o Camaleão no palco, escondida dos pais. “O show começou e eu acho que fiquei sem ar por duas horas. Era a coisa mais incrível que tinha visto”, relembrou, também agradecendo o fato de Bowie ter lhe inspirado na carreira artística.

Patti Smith, a “poetisa do punk”, foi a escolhida para falar sobre os amigos do Velvet Underground. E fez jus ao apelido. “Eles abriram valorosas feridas, com imagens brutais, sem pedir desculpas. Eles são o Velvet Underground e seu trabalho é um navio a apontar o caminho”, filosofou, em discurso inspirado.

“Nós os saudamos e choramos com eles pelo seu capitão Sterling Morrison”, disse Patti, lembrando do guitarrista da banda, falecido em agosto de 1995. Após breves palavras, Lou Reed tocou música em homenagem ao companheiro – “Last Night I Said Goodbye to My Friend” -, acompanhado de Maureen Tucker e John Cale, os outros membros vivos do Velvet.

Alguns anos depois, Byrne, Madonna e Patti seriam agraciados com a entrada para o hall do rock.

Mas essa(s) história(s) fica(m) pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Discurso de Billy Corgan e “Wish You Were Here”:

Velvet Underground toca “Last Night I Said Goodbye to My Friend”:

Show do Jefferson Airplane:

Fontes e +MAIS:

– rockhall.com

– brain-damage.co.uk

– radio.com

– cleveland.com

– cleveland.com (2)

– nytimes.com

– blocodopinkfloyd.com

 

Um comentário sobre “Pink Floyd e David Bowie entram no Rock and Roll Hall of Fame

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.