O primeiro show do Velvet Underground

Há 50 anos… dia 11 de dezembro de 1965.

O primeiro show do Velvet Underground

“Scott apareceu no palco de novo e apresentou o Velvet Underground, três homens e uma garota. Metade da plateia amou o som meio diferente e estranho deles. A outra metade saiu do teatro.”

O trecho acima está na newsletter #4 do Myddle Class, publicada em janeiro de 1966. Faz parte do relato sobre o show que a banda de New Jersey fez naquele 11 de dezembro de 1965, na Summit High School.

À época, o Myddle Class era uma banda iniciante, mas com certo sucesso – tinham até empresário, o já famoso jornalista Al Aronowitz. Algum tempo depois e ninguém ouviria muito sobre o Class, que tinha em sua formação Charles Larkey, futuro marido de Carole King, e Dave Palmer, futuro vocalista e líder do Steely Dan.

Já sobre o Velvet Underground…

Bem, cinco décadas atrás, a banda que se tornaria uma das mais influentes do rock fez sua estreia nos palcos, abrindo para o Myddle Class. Diante de meninos e meninas ainda mais novos que eles, Lou Reed, John Cale, Sterling Morrison e Maureen Tucker se apresentaram no auditório do Colégio Summit, em New Jersey.

De saída, mostraram a personalidade forte que marcaria a banda.

“Quando as cortinas se abriram, ninguém acreditava no que estava vendo! Ali estava o Velvet Underground, todo vestido de preto, dois deles usando óculos escuros. Um deles (John) tinha o cabelo muito longo e usava joias de prata. O baterista tinha um corte de cabelo à Beatles e estava diante de uma bateria estranha e pequena. Era um garoto ou uma garota? Antes que pudéssemos absorver tudo aquilo, fomos atingidos por uma onda brutal de som, a porrada mais alta do que qualquer coisa que já tinha ouvido”.

O relato é de Rob Norris, à época estudante da Summit e que participaria do Velvet quando da saída de Lou Reed. Ele também fez parte do The Bongos, banda de certo sucesso nos anos 1980.

A “onda brutal de som” a que Rob se refere é o início de “Heroin”, música que abriu a apresentação do grupo. Depois, vieram “There She Goes Again” e “Venus in Furs” (algumas fontes dizem que eles também tocaram “I’m Waiting For The Man”, mas não é 100% certo).

Pouco depois da estreia, Al Aronowitz arranjou uma temporada de shows no lendário Café Bizarre, no Greenwich Village, em Nova York. Antes de serem expulsos por causa das performances um tanto chocantes, eles conheceram um tal de Andy Warhol, que um dia estava na plateia. Tudo mudaria para o Velvet Underground.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

“Heroin”:

“There She Goes Again”:

“Venus in Furs”:

Fontes:

Wikipedia

– rollingstone.com

– njarts.net

– jewishcurrents.org

– richieunterberger.com

– setlist.fm

– garagehangover.com

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.