Tropas italianas invadem a Grécia

Há 75 anos… dia 28 de outubro de 1940.

Tropas italianas invadem a Grécia

Uma manobra solitária e infeliz do Duce Benito Mussolini.

Assim foi a invasão da Grécia, também conhecida como Guerra Greco-Italiana. Uma campanha desastrosa do exército italiano. Derrotado, Mussolini precisou do auxílio de Adolf Hitler para reverter o jogo no país de Sócrates e Platão. Ao fim e ao cabo, uma dupla humilhação para ele.

Era o grande momento do Führer na Segunda Guerra Mundial. O exército nazista acumulava vitórias e campanhas bem-sucedidas na Polônia, Dinamarca, Noruega, Bélgica, Holanda e Luxemburgo, além, claro, da tomada da França.

Comparadas às germânicas, as conquistas italianas eram, digamos, pífias. A pequena ilha de Malta, a Somalilândia Britânica (hoje República da Somalilândia) e o Egito tinham sido dominados pelo exército de Mussolini.

O Duce estava “enciumado” e, então, reativou o plano de domínio dos Bálcãs. O primeiro alvo era a Grécia. Na verdade, os italianos já tinham se instalado na Albânia, logo no início dos embates no front europeu. Era o momento de colocar o projeto balcânico em prática, de fato.

Sem comunicar Hitler, Mussolini ordenou que as tropas do general Sebastiano Visconti Prasca irrompessem no território grego. Às três da manhã de 28 de outubro de 1940, três horas antes da ofensiva, Emanuele Grazzi, o embaixador italiano em Atenas, entregou documento ao primeiro-ministro da Grécia, Ioannis Metaxas, informando sobre a ação.

“Oxi!”

Essa foi a resposta de Metaxas. Hoje, o 28 de outubro é conhecido como “Dia do Não”, um feriado nacional na Grécia.

A carta do governo italiano exigia a dissolução do exército grego a partir das 6 da manhã. Caso contrário, ou seja, se as tropas de Mussolini encontrassem resistência, haveria conflito. Foi o que aconteceu.

Só que a campanha não se desenvolveu como o Duce imaginava. Não só os gregos resistiram, como superaram o exército italiano. E contra-atacaram! Na primeira quinzena de dezembro, as tropas gregas já dominavam ¼ da Albânia.

Restou ao líder da Itália a suprema humilhação: pedir ajuda a Hitler. Os alemães sofreram um bocado, mas tiveram êxito na ocupação da Grécia. Em 23 de abril de 1941, o país estava dominado pelo exército germânico.

No entanto, a vitória grega na ofensiva italiana, a primeira dos Aliados em combates terrestres, deu ânimo e moral para que o jogo começasse a virar na Segunda Guerra Mundial.

Em maio, a brava resistência dos britânicos e da Royal Air Force aos ataques da Luftwaffe, impulsionou ainda mais os Aliados na luta contra o Eixo.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

A Guerra Greco-Italiana:

Fontes:

Wikipedia

Wikipédia

history.com

Acervo Estadão

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.