Ben E. King grava “Stand By Me”

Há 55 anos… dia 27 de outubro de 1960.

Ben E. King grava "Stand By Me"

Ben E. King, soulful singer of ‘Stand by Me’, dies at 76The New York Times

‘Stand By Me’ singer Ben E. King dead at 76Rolling Stone

Impossível dissociar criador e criatura.

Quando Ben E. King morreu, em 1º de maio deste ano, praticamente 100% dos obituários na imprensa lembraram de sua grande composição, a fantástica “Stand By Me”. As carreiras no Five Crowns e, principalmente, no The Drifters, se tornaram notas de rodapé.

Não era para menos. “Stand By Me” foi um dos grandes hits da música pop americana do século XX. Exagero? Então, escuta só dois fatos rápidos sobre a canção, gravada há exatos 55 anos:

– Pouco antes da morte de Ben E. King, ela foi escolhida para os arquivos da Biblioteca do Congresso, por seu significado histórico e cultural.

– Em 1999, o BMI (Broadcast Music Inc.) anunciou que “Stand By Me” tinha ficado no 4º lugar da lista de 100 Músicas do Século, ou seja, fora a quarta mais tocada no rádio e na TV dos EUA ao longo do século passado!

Se você ainda não está convencido sobre a aura da criação de Ben E. King, eis mais um fato “básico”: “Stand By Me” apareceu impressionantes 9 vezes (!) no ranking da Billboard Hot100. Só a versão do cantor e compositor da Carolina do Norte entrou duas vezes nas paradas: em 1961, quando atingiu o 4º lugar, e em 1986, ano em que foi relançada por causa do filme homônimo (“Conta Comigo”, no Brasil). Nessa oportunidade, chegou ao nono lugar.

Isso sem falar na imortal versão de John Lennon (#20, em 1975) ou no curiosíssimo cover de Cassius Clay (sim, ele mesmo, Muhammad Ali!), que quase entrou no top 100 – ficou na posição 102.

Fundamental dizer que a canção foi composta em seis mãos. King contou com a preciosa contribuição da lendária dupla Jerry Leiber e Mike Stoller. Conta Mike!:

“Eu entrei em nosso escritório, e Jerry e Benny estavam trabalhando nas letras. Benny começou a cantar a capella, eu fui para o piano definir os acordes e tive a ideia da linha do baixo do início, e Jerry disse: ‘Ah, agora temos um sucesso!’ E ele estava certo”, relembra Stoller, revelando que a composição havia sido inspirada em “Lord Stand By Me”, um canto gospel do começo do século XX.

Nascia um sucesso.

Além de Lennon e Ali, há inúmeras versões de “Stand By Me”, como as de Otis Redding e Tracy Chapman, ou uma ao vivo do Led Zeppelin, no Japão, em 1972, raríssima e registrada em gravação pirata!

Viva Ben E. King.

“Stand By Me”, por Ben E. King:

E a versão de Cassius Clay!:

Fontes e +MAIS:

Wikipedia

songfacts.com

– rockpopinfo.com

allmusic.com

theatlantic.com

– rollingstone.com

– nytimes.com

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.