A primeira vitória de Emerson Fittipaldi na Fórmula 1

Há 45 anos… dia 4 de outubro de 1970.

A primeira vitória de Emerson Fittipaldi na Fórmula 1

Deve ter sido um dia exultante na casa da família Fittipaldi. Principalmente, claro, para o patriarca Wilson, o Barão.

Na França, Wilsinho venceu a Copa do Salão, prova da Fórmula 3 que tradicionalmente inaugurava o Salão do Automóvel de Paris.

Já nos Estados Unidos, Emerson Fittipaldi conquistou feito histórico, não só para o clã, mas para o automobilismo brasileiro: sua primeira vitória na Fórmula 1. A primeira da história do País na categoria!

O lendário autódromo de Watkins Glen, em Nova York, foi palco do triunfo inaugural do Rato. A pista abrigou a Fórmula 1 de 1961 a 1980, e o GP de 1970 se tornou o único em que o Brasil subiu no lugar mais alto do pódio.

Um êxito inesperado e surpreendente, como relatou o Estadão, na edição de 6 de outubro.

“No início da corrida – presenciada por um público recorde de 110 mil pessoas -, nada permitia prever a vitória de Emerson Fittipaldi, apesar dele haver largado na terceira posição devido aos bons tempos conseguidos nas provas eliminatórias. À sua frente, estavam os favoritos Jackie Ickx, Pedro Rodrigues, Clay Regazzoni, Chris Amon, Graham Hill e principalmente o escocês Jackie Stewart, que logo tomou a dianteira e foi mantendo a sua liderança, resistindo à tentativas dos outros em ultrapassá-lo”, conta o jornal.

A largada ruim, quando caiu da 3ª para a 8ª posição, trouxe o jovem Emerson de volta para a realidade de coadjuvante, papel que ele desempenhava até então na categoria. Absolutamente natural. Afinal, era apenas um estreante, em sua quinta prova na Fórmula 1.

Mas aquele era o dia dele.

Em algumas voltas, pulou do oitavo para o sexto posto, enquanto Jackie Stewart abria folga na ponta. Mais adiante, o escocês chegou a abrir uma volta em Emerson, à essa altura já em terceiro lugar.

Algumas voltas depois, Jackie teve problemas mecânicos em sua Tyrrel e o brasileiro se aproximou. Mais alguns giros e o carro de Jackie não suportou. O mexicano Pedro Rodrigues tornou-se o líder e único obstáculo de Emerson para o lugar mais alto do pódio.

A sete voltas da bandeirada, Rodrigues teve pane de combustível e Emmo se viu em primeiro. “Faltando exatamente 7 voltas, eu recebo a placa ‘P1’. Tô liderando o Grande Prêmio dos Estados Unidos! O Rodrigues tinha entrado pra pôr gasolina com a BRN e aí foi aquele sonho, né!”, relembrou o bicampeão mundial, ao repórter Bruno Laurence, da Globo (vídeo abaixo).

Um sonho realizado aos 23 anos de idade. Depois, Emerson Fittipaldi venceria mais 13 GPs na maior categoria do automobilismo. O segundo triunfo veio somente em 1972, quando ele levou seu primeiro título na Fórmula 1.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

P.S.: A vitória de Emmo ainda garantiu o título mundial para o austríaco Jochen Rindt, seu companheiro de Lotus, que havia falecido no circuito de Monza, na Itália. O único campeão póstumo da História da F1.

Reportagem da Globo sobre a primeira vitória de Emerson:

Fontes:

Acervo Estadão

globoesporte.globo.com

motorsport.com

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.