Muhammad Ali vence Joe Frazier nas Filipinas

Há 40 anos… dia 1º de outubro de 1975.

Muhammad Ali vence Joe Frazier nas Filipinas

Fim do 14º e penúltimo assalto em Manila, Filipinas.

Muhammad Ali desaba no banquinho de seu corner, exaurido. Não está ferido, mas visivelmente sem força alguma.

Joe Frazier chega ao seu canto cambaleante, ainda mais exausto. Tem ferimentos por todo o rosto, principalmente do lado esquerdo da cabeça e abaixo do olho direito. Mal consegue enxergar.

Eddie Futch, o técnico, lhe dá a dura realidade:

“Já era, Joe. Vou terminar!”.

“Não, não, não. Só mais um round!”, retruca o desafiante. “Eu quero acabar com ele, patrão”.

“Acabou. Ninguém jamais vai esquecer o quê você fez aqui hoje!”, responde Futch, já se virando para comunicar ao juiz Carlos Padilla sobre o fim daquela que é considerada a melhor luta de boxe de todos os tempos.

Do outro lado, o campeão Ali, ainda pregado no banquinho, se levanta para celebrar a vitória. Por poucos segundos… Logo volta ao trono, agora no centro do ringue. Está completamente esgotado. Prostrado e ofegante, tenta se recuperar do embate. Recebe os cumprimentos de um ainda frustrado Joe Frazier.

“Ele é o maior lutador de todos os tempos, depois de mim!”, diz o campeão, após agradecer um monte de gente. “E o futuro?”, pergunta Don Dunphy, que acabara de transmitir o épico combate pela HBO.

“Vou encarar George Foreman de novo e depois me aposentar. Isso é muito cansativo, doloroso. Eu posso até ter um ataque cardíaco ou algo do tipo! Quero parar enquanto estiver no topo”, garante Ali, em promessa que acabaria não se concretizando.

Não importa. O importante, de fato, é que, mais uma vez, ele havia sido um dos protagonistas de um dos grandes encontros da História da nobre arte.

Há 40 anos, Muhammad Ali e Joe Frazier, à época já dois trintões – Ali com 33, Frazier com 31 -, deixaram absolutamente todas as suas forças dentro do ringue do Araneta Coliseum, em Quezon City, Manila, nas Filipinas.

O campeão mereceu a vitória. Mas o desafiante lutou demais também!

A “Thrilla in Manila” colocou ponto final em uma rivalidade de três lutas, com vantagem de 2 a 1 para “The Greatest”.

Certamente, a última grande performance de Muhammad Ali nos ringues.

Muito porque do outro lado havia um tremendo boxeador chamado Joe Frazier.

A luta:

Fontes e +MAIS:

Acervo Estadão

– veja.abril.com.br

Wikipedia

news.bbc.co.uk

– boxrec.com

– en.espn.co.uk

– nydailynews.com

Documentário “Thrilla in Manila”, da HBO

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s