Na volta aos ringues, Tyson vence Peter McNeeley

Há 20 anos… dia 19 de agosto de 1995.

Na volta aos ringues, Tyson vence Peter McNeeley

Mais de 1,5 milhão de lares americanos ligados no evento.

Cerca de US$ 63 milhões arrecadados no pay-per-view, recorde à época.

Quase US$ 100 milhões movimentados ao redor do mundo.

Uma grande expectativa cercava a luta principal daquela noite de sábado, no MGM Grand Las Vegas, em Nevada. E não era pra menos. Afinal, ele estava de volta aos ringues! Após três anos de prisão, acusado e culpado pelo estupro de Desiree Washington, Mike Tyson retornava ao boxe profissional.

Mas tudo terminou em apenas 89 segundos!

Dessa vez, não por competência de Iron Mike. Diga-se que ele até distribuiu os tradicionais e poderosos ganchos e cruzados. Mas não precisou imprimir nem metade de sua potência no adversário, o desengonçado e abobado Peter McNeeley.

Coube ao técnico do desafiante, Vinnie Vecchione, o protagonismo da grande noite.

Após a segunda queda de McNeeley, e já com o árbitro Mills Lane abrindo contagem, Vecchione irrompeu no ringue, na tentativa de prestar ajuda ao pupilo. Não restou ao simpático e calvo juiz outra alternativa, senão desclassificar McNeeley e dar a vitória para Mike Tyson.

Bizarro. E deveras decepcionante!

O pior é que McNeeley até tinha iniciado bem o combate. Com postura agressiva e tática na linha do “a melhor defesa é o ataque”, ele partiu pra cima e chegou a acuar Tyson nas cordas. Claro que a resposta foi imediata e o pobre lutador de calções verdes acabou na lona com cerca de 10 segundos, após gancho de direita de Tyson.

McNeeley se recompôs e voltou a boxear bem, quase em igualdade com o Homem de Ferro. Conseguiu ultrapassar a barreira de 60 segundos, mas não de 90. Aos 89s, Tyson acertou um gancho de direita e botou o grandalhão de quatro.

Ele até se levantou com rapidez e certa agilidade, se deslocando para seu corner, demonstrando estar alerta e pronto para retornar ao duelo. Mas aí entrou em cena Vecchione e tudo acabou ali. Resignado, McNeeley cumprimentou Tyson. Teve seus 89 segundos de fama e embolsou mais de meio milhão de dólares.

No fim, o grande regresso foi chocho. Mas o importante era que Iron Mike estava de volta. E pronto para recuperar o quê era dele, antes da prisão.

Em dezembro, ele venceria Buster Mathis Jr., então campeão da Associação Americana de Boxe. Em março de 1996, retomaria o cinturão do Conselho Mundial de Boxe, ao bater o britânico Frank Bruno.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Melhores momentos da luta:

Fontes:

– Wikipedia

– theboxingtribune.com

– bleacherreport.com

– fightsaga.com

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s