“Diários de Motocicleta” estreia nos cinemas brasileiros

Há 10 anos… dia 7 de maio de 2004.

“Diários de Motocicleta” estreia nos cinemas brasileiros

“Diários de Motocicleta” procura dar conta de um trecho das vidas de dois jovens, mas também de algumas rupturas que nelas se processam. A maneira nada ideológica ou prosetilista como Walter Salles conduz esse processo apenas engrandece o filme.”

Luiz Zanin Oricchio foi preciso nas palavras sobre o longa-metragem de Walter Salles. Em crítica publicada na edição de 7 de maio de 2004 do Estadão, dia da estreia do filme em cinemas brasileiros, o jornalista exalta o papel do diretor e dos atores na produção sobre a saga sul-americana de Ernesto Guevara e Alberto Granado.

De fato, Salles tem mérito em alguns aspectos. O maior, talvez, seja o de não “ideologizar” a trama. Como apontou Oricchio, a história é sobre dois jovens e suas rupturas. Um processo, por si só, bonito e corajoso, inevitável e necessário. Assim, não é preciso lembrar, a todo momento, que Bernal encarna o mito Che Guevara. Tanto que esquecemos se tratar do jovem futuro guerrilheiro e revolucionário. Ele é apenas Ernesto. Um jovem em busca de libertação, da outra margem do rio.

A atuação de Gabriel García Bernal só reforça a virtude da direção de Salles. Sóbrio, marcado e contido, o ator mexicano nos apresenta um jovem Ernesto, de carne e osso. Apaixonado, errático, à procura de sua própria estrada, de seu próprio destino.

Rodrigo de La Serna não fica atrás no papel de Alberto Granado, o companheiro e escudeiro de Ernesto. Engraçado, mulherengo, moleque.

“O que se tem na tela é material vivo, orgânico, pulsante”, pontua Oricchio, mais uma vez preciso.

Com vibração e sensibilidade, “Diários de Motocicleta” conquistou prêmios, fato um tanto inesperado, segundo Walter Salles. Venceu uma estatueta no Oscar (Melhor Canção Original, “Al otro lado del río”, do compositor uruguaio Jorge Drexler), e angariou louros em Cannes e no BAFTA.

Oito anos depois, o diretor brasileiro adaptaria outro livro para o cinema: “On the Road”, romance do escritor Jack Kerouac, de 1957.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Veja o trailer de “Diários de Motocicleta”:

Fontes:

Wikipédia

IMDb

Acervo Estadão

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.