Edmundo vira recordista de gols em uma edição de Brasileirão

Há 20 anos… dia 3 de dezembro de 1997.

Folha – Bater o recorde de Reinaldo no Maracanã contra o Flamengo teria um significado diferente?

Edmundo – A felicidade seria dobrada. Se tivesse que escolher entre ser artilheiro, bater recorde e ser campeão, escolheria ser campeão. Ainda mais agora que vou deixar o clube no final do ano.

(Na Folha de 3 de dezembro de 1997)

Ele nem precisou escolher.

Teve título, teve artilharia, teve recorde, este último há exatos 20 anos, com noite digna do apelido que Osmar Santos lhe deu: Animal!

O leitor – em especial o cruzmaltino – há de concordar: 1997 foi o melhor ano da brilhante trajetória de Edmundo no futebol.

Uma temporada que pode ser sintetizada na feroz e irreverente atuação em 3 de dezembro, contra o rival Flamengo, no velho Maraca, com quase 80 mil torcedores. Três gols e um futebol de menino, com direito a chamar pra dançar no último tento, como narrou Galvão Bueno.

O Animal passou Reinaldo e virou o novo recordista de gols em uma edição de Brasileirão: 29. Maricá ainda colocou a cereja do bolo, meteu o quarto e mais que confirmou a passagem do Vasco para a final contra o Palmeiras.

Uma decisão na qual o time de Antônio Lopes atuou com o regulamento embaixo do braço para conquistar a terceira taça, cozinhando dois empates sem gols, primeiro no Rio e depois em São Paulo.

Edmundo mostraria o lado explosivo na primeira partida, em que se atracou com Clebão e agrediu o zagueiro, levando o vermelho. Euricão se mexeu nos bastidores e conseguiu “efeito suspensivo” para o camisa 10 jogar no Morumbi, onde ele deu volta olímpica diante da outra torcida que o idolatrou.

O recorde conquistado naquela noite seria pulverizado duas vezes. Primeiro por Dimba, em 2003 (31 gols). Depois por Washington, já no ano seguinte (34 gols).

Mas essas histórias ficam pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Em tempo: naquele mesmo 3 de dezembro de 1997, já sem qualquer chance de classificação, Portuguesa e Juventude se enfrentaram no Olímpico, em Porto Alegre, e protagonizaram a partida com o menor público da História do Campeonato Brasileiro: 55 torcedores! Isso mesmo, 55. Os gaúchos venceram por 2 a 1.

Os gols do Vasco, com Galvão Bueno:

Reportagem de Mariana Becker sobre o jogo:

Fontes e +MAIS:

– Acervo Folha

– Acervo Estadão

– futpedia.globo.com

– vasco.com.br

– oglobo.globo.com

– mantosdofutebol.com.br

– netvasco.com.br

– Wikipédia

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s