Vasco 7 x 1 São Paulo

Há 15 anos… dia 25 de novembro de 2001.

Vasco 7 x 1 São Paulo

“Vocês sabiam que eu já protagonizei um 7 x 1? Só que, claro, eu estava do lado do vencedor e meti três gols. Foi no jogo Vasco 7 X 1 São Paulo, que rolou há 15 anos em São Januário. A partida valia pelo Brasileirão na época.”

Uma vez Baixinho, sempre Baixinho.

Romário aproveitou a efeméride para relembrar um 7 x 1 inesquecível em sua carreira e, claro, tirar onda, como dizem os cariocas!

Quinze anos atrás, o Vasco aplicou a maior goleada já sofrida pelo São Paulo na história do Campeonato Brasileiro.

Uma tarde de festa absoluta para a torcida vascaína em São Januário.

Do lado são-paulino, uma data pra esquecer. De prêmios de consolação, um golzinho de França, no minuto final, e um chutaço incrível do menino Kaká do meio-campo, que carimbou o travessão de Helton.

Tudo começou quando Rogério Ceni foi expulso por Carlos Eugênio Simon, logo aos seis minutos de jogo. O arqueiro tricolor se atrapalhou em lance de Euller e acabou pegando bola com a mão fora da grande área. Simon aplicou o vermelho direto, em decisão polêmica.

Então, entrou em campo o co-protagonista da tarde: Alencar, terceiro goleiro reserva do time de Nelsinho Baptista.

Visivelmente nervoso, ele engoliu um frangaço em chute de Gilberto, aos 18 minutos.

Cientes do estado técnico e psicológico do guarda-metas tricolor, os cruzmaltinos aproveitaram para estabelecer o sapeca-iaia.

Euller marcou o segundo, aos 36.

Na segunda etapa, Romário fez o seu primeiro, o terceiro do Vasco, logo aos 3 minutos. Depois, outro aos 21, na saída do pobre Alencar. O quinto do time da Colina foi de Léo Lima, após calcanhar sublime do Baixinho.

Aos 25, o camisa 11 anotou o terceiro dele, sexto do massacre vascaíno. Cinco minutos depois, Gustavo Nery foi expulso, por cotovelada em Dedé. E foi o atacante o autor do sétimo e último gol dos anfitriões, em tabelinha com Gilberto.

Nocauteados, os visitantes são-paulinos marcaram o de honra, com França, já aos 45. Nos acréscimos, Kaká tentou o gol que Pelé não fez e parou no travessão de Helton.

Com os três do histórico 7 x 1, Romário acabaria artilheiro isolado do Brasileirão de 2001, com 21 gols.

O São Paulo conseguiria se reerguer e avançar para as quartas de final da competição, mas pararia no futuro campeão Atlético-PR.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Em tempo: depois da goleada, Alencar nunca mais vestiu a camisa do São Paulo.

Os gols e a história de Vasco 7 x 1 São Paulo:

Fontes e +MAIS:

– Acervo Folha

– Acervo Estadão

– futpedia.globo.com

– futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br

– torcedores.com

– impedimento.wordpress.com

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s