Festival de Inverno de Campos do Jordão realiza 1ª edição

Há 45 anos… dia 24 de julho de 1970.

Festival de Inverno de Campos do Jordão realiza 1ª edição

“Os acordes iniciais de ‘Jesus, alegria dos homens’, de Bach, tocados por Magdalena Tagliaferro, abrirão os Concertos de Inverno hoje à noite em Campos do Jordão, dando início a um dos empreendimentos culturais mais importantes já promovidos por um govêrno estadual do País. O responsável pela iniciativa é o ex-secretário da Fazenda, sr. Arrôbas Martins, que também foi o idealizador do Museu de Arte Sacra, recentemente inaugurado na capital.”

Na edição de 24 de julho de 1970, uma sexta-feira, como hoje, o Estadão dedicou grande espaço para o I Festival de Inverno de Campos do Jordão, atualmente o maior e mais importante de música clássica na América Latina.

Inspirado no Festival de Tanglewood, em Massachusetts, nos Estados Unidos, o festival foi criado pelos maestros Eleazar de Carvalho, Guarnieri e Souza Lima, sob a organização de Luiz Arrôbas Martins, como diz a abertura da reportagem do jornal, além, claro, da participação do então governador do estado, Abreu Sodré.

A primeira edição aconteceu entre os dias 24 de julho e 1º de agosto e teve participações de renomados músicos brasileiros, como a própria Magdalena Tagliaferro. Aliás, ela estreou um novo piano para abrir o festival, como também lembra a matéria do Estadão.

A partir de 1973, foram iniciados cursos para bolsistas, ideia de Eleazar de Carvalho, hoje absolutamente consolidada. O local também mudou: desde 1978, é realizado no Auditório Campos do Jordão, que em 1989 ganhou o nome de Cláudio Santoro, em homenagem ao maestro.

Hoje, 45 anos depois, ilustres nomes da música erudita passaram pelo Cláudio Santoro, como Yehudi Menuhin, Hugh Ross, Mstislav Rostropovich, Michel Philippot, Kurt Masur, Dame Kiri Te Kanawa, Trio Beaux Arts, Ysaÿe Quartet e Le Poème Harmonique, entre outros.

O centro de estudos também formou grandes artistas, como o maestro Roberto Minczuk, hoje o diretor do festival, além de diretor artístico do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, bem como regente titular da Orquestra Sinfônica Brasileira da capital fluminense.

Mesmo com a criação do Festival de Campos do Jordão, ainda não existem no País outros eventos similares dedicados à música erudita.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

“Jesus, alegria dos homens” ao piano:

Fontes:

Acervo Estadão

Wikipédia

– festivalcamposdojordao.org.br

– camposdojordao.com.br

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s