Golpe da Maioridade instaura Segundo Reinado no Brasil

Há 175 anos… dia 23 de julho de 1840.

Golpe da Maioridade instaura Segundo Reinado no Brasil

Brasileiros!

A Assembleia Geral Legislativa do Brasil, reconhecendo o feliz desenvolvimento intelectual de S.M.I. o Senhor D. Pedro II, com que a Divina Providência favoreceu o Império de Santa Cruz; reconhecendo igualmente os males inerentes a governos excepcionais, e presenciando o desejo unânime do povo desta capital; convencida de que com este desejo está de acordo o de todo o Império, para conferir-se ao mesmo Augusto Senhor o exercício dos poderes que, pela Constituição lhe competem, houve por bem, por tão ponderosos motivos, declará-lo em maioridade, para o efeito de entrar imediatamente no pleno exercício desses poderes, como Imperador Constitucional e Defensor Perpétuo do Brasil.

Brasileiros! Estão convertidas em realidades as esperanças da Nação; uma nova era apontou; seja ela de união e prosperidade. Sejamos nós dignos de tão grandioso benefício.

Paço da Assembleia Geral, 23 de julho de 1840

Em uma “canetada”, iniciou-se o Segundo Reinado no Brasil. Com a Declaração da Maioridade, ato capitaneado pelos liberais (ou progressistas), o menino Dom Pedro II, então com 14 anos, assumiu o trono. Foi o fim do Período Regencial no País, que começara em 1831.

“A Regência terminou por pressão, principalmente, das elites das grandes províncias, que perceberam a necessidade de ter um comando centralizado. Essas elites pressionaram no sentido de que fosse decretada a antecipadamente a maioridade de D. Pedro, que era um menino de 14 anos. E, com isso, D. Pedro foi considerado maior, subiu ao trono e começou no País o período do chamado Segundo Reinado”, explica o historiador Boris Fausto (vídeo abaixo).

As elites entendiam ser urgente o retorno de um comando mais central, simbolizado na figura de um imperador, fundamentalmente por causa das inúmeras revoltas sociais que aconteciam no Brasil, tais como a Guerra dos Farrapos, Sabinada, Cabanagem, Balaiada, Revolta dos Malês, entre outras.

Após o chamado Golpe da Maioridade, foi instaurado um Ministério da Maioridade, também conhecido por Ministério dos Irmãos, já que era formado pelos irmãos Antônio Carlos e Martim Francisco de Andrada e os irmãos Cavalcanti, futuros Viscondes de Albuquerque e de Suassuna, além de outros membros.

O Segundo Reinado trouxe, de imediato, o cessar das insurgências, sendo que as últimas foram a Balaiada, em 1841, e a Guerra dos Farrapos, em 1845. Ademais, foi um período de extremo progresso cultural e econômico, com grande integração territorial. Nessa época surgiram, por exemplo, as primeiras estradas de ferro.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Em tempo: a foto do post reproduz o quadro “O ato de coroação de Dom Pedro II” (1842), do pintor François René Moreaux. A coroação, aliás, ocorreu em julho de 1841.

Boris Fausto explica o Golpe da Maioridade:

Fontes:

Wikipédia

infoescola.com

– historiaonline.com.br

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.