St. Louis Rams vence o Super Bowl XXXIV

Há 15 anos… dia 30 de janeiro de 2000.

St. Louis Rams vence o Super Bowl XXXIV

POR FLAVIO MELLO*

(Em clima da bola oval!…)

Faz quinze anos do único título de Super Bowl da história do St. Louis Rams. Franquia nascida em Cleveland, Ohio, em 1936, teve um hiato de um ano (1943), mudou-se para Los Angeles (entre 1946 e 1994) e se firmou em St. Louis, Missouri, em 1995.

Cinco anos depois, o esperado caneco do Super Bowl. Antes da fusão das ligas profissionais dos Estados Unidos, em 1970, a franquia tinha conquistado duas taças: 1945 e 1951. O maior feito, porém, é o de 2000.

Feito realizado em cima do Tennessee Titans, pelo placar de 23 a 16, em jogo que pegou fogo mesmo só no final. E vamos a alguns fatos marcantes daquele 30 de janeiro:

* Kurt Warner – o cara aí da foto, com o técnico Dick Vermeil – foi MVP do Super Bowl XXXIV e da temporada. Pouquíssimos jogadores conseguiram essa façanha.

* O mesmo Kurt Warner começou a temporada como reserva e assumiu o time após uma lesão do quarterback titular, Trent Green, sofrer uma lesão ainda na pré-temporada.

* O Super Bowl foi um dos poucos jogados na semana seguinte às finais de conferências. Geralmente, este dia é reservado para o jogo das estrelas (Pro-Bowl).

* Apesar de terem campanhas idênticas na temporada regular, 13-3, os times tiveram trajetórias distintas no mata-mata. O St. Louis Rams foi o primeiro colocado da NFC e entrou como cabeça-de-chave, enquanto o Tennessee Titans teve de passar pela repescagem.

* No ano anterior, a ESPN havia colocado os Rams em último lugar na sua previsão para o ano 2000.

* O Super Bowl coroou o 1º ano do ataque explosivo do Rams, que dominou a liga no início dos anos 2000 e posteriormente seria apelidado de “The Greatest Show on Turf” (“O Maior Show da Grama”), uma paródia da expressão “The Greatest Show on Earth”.

* Até hoje, o jogo é conhecido como “Dot-com Super Bowl” (“Super Bowl Ponto-com”), por causa dos inúmeros anúncios ligados a empresas de internet durante os intervalos comerciais. Isso antes de a bolha estourar, claro!

* Por falar em intervalo, o famoso show foi organizado pela Disney. Além de uma performance, contou com Tina Turner, Enrique Iglesias, Phil Collins, Christina Aguilera, e Toni Braxton.

* Nos dias que antecederam o jogo, uma forte nevasca atingiu a cidade de Atlanta. Isto não afetou o jogo, pois o estádio era fechado. Mas há quem diga que a capital da Geórgia nunca mais recebeu o Super Bowl devido às péssimas condições climáticas observadas em janeiro de 2000.

* O emocionante jogo só foi decidido na última jogada. Com o placar de 23 a 16 para os Rams, os Titans conseguiram alcançar à marca de 10 jardas faltando 6 segundos para o final do jogo. Porém, na jogada seguinte, o recebedor Kevin Dyson sofreu um tackle de Mike Jones a menos de uma jarda do touchdown. Fantástico.

Anos depois, Kurt Warner alcançaria o Super Bowl novamente, desta vez com o Arizona Cardinals, sendo um dos poucos quarterbacks a jogar em Super Bowls representando times diferentes.

Mas essa história fica para outro dia… Porque todo dia é histórico

* Flavio Mello tem 26 anos e começou a acompanhar Futebol Americano com a derrota dos Arizona Cardinals, liderado por Kurt Warner, no Super Bowl XLIII, em 2009, e acredita que os Patriots levantam o caneco no domingo, contra os Seahawks.

O emocionante final do Super Bowl XXXIV:

Fontes:

Wikipedia

blogs.wsj.com

weekendamerica.publicradio.org

static.espn.go.com

washingtonpost.com

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s