John Kennedy é assassinado em Dallas

Há 50 anos… dia 22 de novembro de 1963.

22nov13

POR NETA MELLO*

Você se lembra onde estava e o que fazia no dia 22 de novembro de 1963?

O 35o presidente dos Estados Unidos estava em Dallas. No lugar errado. Na hora errada. Desfilava em carro aberto saudado por gente com bandeiras americanas. Todos queriam ver de perto o jovem presidente e sua mulher Jacqueline Bouvier Kennedy, na época o casal mais charmoso do planeta.

Ele, Jack. Ela, Jackie. Uma aura de glamour os envolvia. Ele, de família irlandesa e católica. Ela, jornalista, fotógrafa, de ascendência francesa e família rica. Casaram. Tiveram dois filhos: Caroline e John-John. Jackie sofrera mais de um aborto, mas aparecia nas capas de revistas sorrindo. Suas roupas e chapéus viraram objeto de desejo de todas as mulheres.

John Fitzgerald Kennedy, ou simplesmente JFK, tomou posse em janeiro de 1961, depois de uma carreira como deputado e senador do partido Democrata pelo Estado de Massachusetts. Foi o mais jovem presidente dos EUA. E o que morreu mais cedo, segundo o site oficial da Casa Branca.

Pela primeira vez na história, debates dos candidatos foram transmitidos ao vivo pela televisão. Richard Nixon, do partido Republicano, era apontado como vencedor nas pesquisas. A presença de Kennedy nos debates mudou tudo. Conseguiu 51% dos votos. Lutava pelos direitos dos negros e pelas liberdades civis. Conseguiu apoio dos jovens. Seu charme seduzia também belas atrizes de cinema. Alguns casos extraconjugais eram conhecidos, mas pouco divulgados. Mantinha-se a figura de homem público exemplar, sempre ao lado dos irmãos Robert, fiel escudeiro, e do caçula Edward.

Vivíamos um período conturbado do século XX. Guerra Fria. O mundo bipolar. União Soviética controlando o bloco comunista. Estados Unidos como força do mundo ocidental e capitalista. O Muro de Berlim erguido em uma noite. Americanos e soviéticos no espaço. Conflitos nos países latinoamericanos. No Brasil, Jânio renunciava, Jango assumia a presidência. O presidente americano não via com bons olhos a esquerda da América Latina.

No conflito conhecido como Crise dos Mísseis, soviéticos instalam na Cuba de Fidel Castro mísseis apontados para os EUA. Foi um dos mais delicados momentos da Guerra Fria e da presidência de Kennedy. Ainda havia guerras coloniais na África e na Ásia. O início do conflito do Vietnã.  Nem todos gostavam de John.

Entre eles, Lee Harvey Oswald, que estava no lugar certo, na hora certa, postado no 6O andar de um depósito de livros de uma escola na Praça Dealey, em Dallas. Armado de um rifle modelo 91/38, comprado pelo correio meses antes, Lee Oswald esperou a comitiva de Kennedy.

Ex-mariner do exército americano, bom atirador, acertou dois tiros no presidente. Um no pescoço, outro na cabeça. Foi preso e morto com um tiro à queima roupa por Jack Ruby, dois dias depois. Centenas de investigações nunca provaram se Oswald agiu sozinho. Era casado com uma russa que conheceu em Minsk, União Soviética, onde viveu alguns anos.

O funeral de John Fitzgerald Kennedy foi acompanhado por chefes de Estado de todo o mundo. A cena inesquecível, que deve estar no inconsciente coletivo da humanidade, é a da viúva Jackie com um véu preto sobre o rosto. Atrás dela, o cunhado Bob e, ao lado, os filhos Caroline e John-John, que, diante do caixão do pai, bateu continência imitando os soldados da guarda americana.

Eu tinha 9 anos. Minha família ouvia pelo rádio a transmissão do funeral. Minha mãe chorava com meu irmão caçula no colo, nascido três meses antes.

Hoje, Caroline é embaixadora do EUA no Japão. Já John-John também teve um fim trágico.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

* Neta Mello, 59 anos, é historiadora e escritora. Tem quatro livros publicados e escreve no Blog da Neta

O famoso jornalista Walter Cronkite anuncia a morte de Kennedy:

Se tiver problemas para visualizar o vídeo, clique aqui e assista no YouTube!

Fontes:

whitehouse.gov

nydailynews.com

bbc.co.uk

estadao.com.br

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.