Ben Johnson vence os 100m em Seul

Há 25 anos… dia 24 de setembro de 1988.

24set13

“Eu gostaria de dizer que meu nome é Benjamin Sinclair Johnson Jr. e que esse recorde vai durar 50, talvez 100 anos”.

Na sala de imprensa do estádio Olímpico de Seul, incrédulos jornalistas escutavam as primeiras palavras do novo campeão e recordista dos 100 metros rasos.

Não somente campeão e recordista olímpico da prova.

Ben Johnson vencera o então atual campeão Carl Lewis e se tornara o primeiro homem a correr abaixo dos 9s80.

De maneira categórica, o canadense nascido na Jamaica dominara a prova como somente seu “compatriota” Usain Bolt faria no futuro.

Dois dias depois, Johnson caiu do céu para o inferno e lá ficou por longos anos.

No exame antidoping, foi revelada a substância proibida estanozolol em seu organismo. Ele perdeu a medalha de ouro, a marca de 9s79 e foi suspenso do atletismo por dois anos. Ainda viu o rival americano ficar com o ouro e o recorde mundial (9s92).

Até hoje, a chamada “Prova mais suja da História” provoca polêmica e discussão. Posteriormente, Carl Lewis, Calvin Smith e Linford Christie, os três primeiros colocados em Seul-1988, foram pegos em exames antidoping por uso de substâncias proibidas, o que até hoje gera controvérsia.

“Eu fui colocado na cruz por 25 anos”, diz Ben Johnson, em reportagem da AFP desta terça-feira.

Para marcar o último dia da campanha #ChooseTheRightTrack (Escolha o Caminho Correto), Ben Johnson esteve no estádio Olímpico de Seul vinte e cinco anos depois daquela histórica prova dos 100m. Ele está à frente de uma campanha para combater o uso de drogas em atletas, não somente de alto rendimento, mas também amadores.

Na matéria, o canadense diz que sente arrependimento, mas que hoje superou tudo e olha para frente. Voltou a insinuar que os outros competidores daquele 24 de setembro de 1988 também faziam uso de esteroides para melhorar a performance e até defendeu o ciclista Lance Armstrong, lembrando que o americano estava em um esporte contaminado pelo doping.

Ben Johnson parece resolvido com seu destino. Mas não se esquece daquele dia.

Quatro anos depois, na Olimpíada de Barcelona, chegou às semifinais dos 100m rasos. Um fim melancólico para quem tinha alcançado o Olimpo.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Veja a prova dos 100m rasos de Seul-1988:

Fontes:

edition.cnn.com

Wikipédia

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s