Tony Blair é eleito primeiro-ministro do Reino Unido

Há 20 anos… dia 1º de maio de 1997.

“Todos se lembram do dia ensolarado. Fale com aqueles que estavam lá no dia 1º de maio de 1997, e todos mencionam como todo o país parecia brilhar sob o radiante céu azul e o sol quente. Tinha sido assim durante grande parte da campanha, mas os envolvidos mal tinham tido a oportunidade de apreciá-lo. Agora, no dia da votação, o tempo finalmente parecia se acalmar. Para aquelas poucas horas, não havia nada mais que o pequeno e coeso grupo do coração do novo Partido Trabalhista pudesse fazer, exceto esperar.”

No artigo de Jonathan Freedland no Guardian do último sábado, reminiscências daquele 1º de maio. O dia em que os trabalhistas voltaram ao poder no Reino Unido, depois de longos 18 anos. Com a juventude e o carisma de Anthony Charles Lynton Blair.

Aos 43 anos, ele se tornava um dos mais jovens primeiros-ministros da História da Terra da Rainha. Com vitória esmagadora e incontestável (mais de 10% de vantagem), Blair e os trabalhistas tiravam John Major e o Partido Conservador do poder. De quebra, ganhavam maioria no Parlamento, com 418 membros eleitos contra 165 dos conservadores.

O sol que brilhou em toda a Ilha do Norte levou mais de 70% do eleitorado às urnas (71,3%) – número superado somente pelo referendo do Brexit, em 2016 (72,21%) e ajudou Blair no pleito. Às vésperas, com o tempo feio e chuvoso se impondo, o futuro primeiro-ministro clamou pela presença de seus apoiadores nas seções de voto.

“O futuro da Grã-Bretanha depende do seu voto. Por favor, pense nisso e vote”, disse, no discurso de encerramento da campanha.

Pedido atendido, com ajuda de São Pedro.

No dia seguinte ao triunfo, foi recebido por uma multidão em frente ao endereço oficial do líder do executivo, Downing Street nº10 (foto do post), e anunciou um novo tempo para o Reino Unido.

Tony Blair permaneceria no poder por 10 anos, com altos e baixos. Entre os pontos positivos, a pacificação na Irlanda do Norte e a melhora na educação. Das pisadas da bola, destaque para a equivocada entrada em conflitos militares, em especial, no Iraque.

Cinco meses depois de eleito, ele se viu envolto na tragédia da morte da Princesa Diana, em que serviu de mediador entre a realeza, representada na figura da Rainha Elizabeth II, e a população. Sem esquecer dos tabloides!

Hoje, duas décadas depois de sua chegada ao poder, uma década após a renúncia, Blair anuncia o retorno à política, como forma de ajudar no regresso do Reino Unido à União Europeia.

Mas todas essas histórias ficam pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

BBC anuncia vitória:

Chegada e discurso de Tony Blair em Downing Street:

 Fontes e +MAIS:

– Wikipedia

– Acervo Estadão

– Acervo Folha

– acervo.oglobo.globo.com

– bbc.co.uk

– telegraph.co.uk

– britishpoliticalspeech.org

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s