Sugar Ray Leonard bate Thomas Hearns em Las Vegas

Há 35 anos… dia 16 de setembro de 1981. 

Sugar Ray Leonard bate Thomas Hearns em Las Vegas

Quando o gongo soou para o 14º assalto, Sugar Ray Leonard estava substancialmente atrás nos placares de todos os três juízes. A menos que fosse capaz de dominar Thomas Hearns a ponto de receber do trio uma vantagem de 2 pontos, 10-8, em um ou dois rounds, não havia nenhuma maneira de vencer o cinturão dos meio-médios. 

 

E então Sugar Ray Leonard fez o que tinha que fazer. Fez o que um grande lutador faz. Ele nocauteou outro grande lutador que o estava vencendo. É preciso lembrar que Thomas Hearns foi quase tão bom quanto Sugar Ray Leonard ontem à noite. Em certo sentido, Thomas Hearns foi ainda melhor ao longo dos primeiros 13 rounds. Mas aí Sugar Ray o nocauteou categoricamente, em uma luta que será lembrada enquanto as pessoas falarem sobre boxe.

Sugar Ray Leonard X Thomas Hearns I está em 9º lugar na lista das 100 maiores lutas de boxe com o cinturão em disputa – ranking da renomada revista The Ring, em 1996.

A abertura do post, por Dave Anderson, no New York Times, é a síntese do histórico combate realizado em Las Vegas há 35 anos. Um encontro de dois mitos da Nobre Arte, dois expoentes do esporte, dois campeões.

De um lado, Sugar Ray Leonard, 25 anos, detentor do cinturão do Conselho Mundial de Boxe – com cartel de 30 vitórias, 21 por nocautes, e apenas 1 derrota.

Do ouro, Thomas “The Hitman” Hearns, 22 anos, dono do título pela Associação Mundial de Boxe – 32 vitórias, 30 por nocaute, 0 derrota(!).

Em jogo, a unificação da categoria dos meio-médios (até 69 kg).

 

Um encontro há muito tempo aguardado e que teve como palco uma arena construída fora do Caesars Palace, nas quadras de tênis do complexo em Nevada.

Nas bolsas de apostas, ligeira vantagem para Leonard: 7-5.

Então, na noite de 16 de setembro de 1981, 23.618 testemunhas estiveram presentes in loco. Na primeira fileira, nada mais nada menos que Muhammad Ali, Sugar Ray Robinson e Jake LaMotta, verdadeiras lendas do boxe. Pela TV, mais de 300 milhões de pessoas em cerca de 50 países ao redor do planeta.

Quando Davey Pearl ergueu os braços, teve início “The Showdown” – “O Confronto”, slogan do histórico duelo.

Bem, o resumo da ópera está lá em cima, no texto de Anderson. Hearns era senhor do combate até o 13º, quando foi à lona. No 14º, Leonard finalizou o serviço, vencendo por nocaute técnico um bravo oponente. Que ficou de pé, mesmo derrotado.

“Quando o árbitro Davey Pearl parou tudo, após 1min45s do 14º round, Sugar Ray Leonard estava socando violentamente, mas Thomas Hearns ainda estava de pé. Cambaleando, mas ainda em pé. Essa é a maneira que uma luta desse porte deveria ter terminado. Não importa qual lutador fosse o perdedor, ele merecia ser derrotado sem contagem”, finaliza Anderson.

Só vendo pra sentir, realmente, como foi.

Sugar Ray Leonard e Thomas Hearns se reencontrariam em 1989. Já com o peso da idade, a luta não teve o tom épico da primeira.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Melhores momentos da luta:

Fontes e +MAIS:

– boxrec.com

– Wikipedia

– thefightcity.com

– boxing.com

– history.com

– keepingscore.blogs.time.com

– muhammad-ali-boxing.org.uk

– independent.co.uk

– dailymail.co.uk

– thepostgame.com

– nydailynews.com

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s